Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 10 > ABC Paulista receberá investimentos para ampliar Rede de Atenção às Urgências

Saúde

ABC Paulista receberá investimentos para ampliar Rede de Atenção às Urgências

por Portal Brasil publicado: 01/10/2012 16h36 última modificação: 29/07/2014 09h02
Ministério da Saúde ABC Paulista receberá R$ 153,2 milhões para atendimento

ABC Paulista receberá R$ 153,2 milhões para atendimento

Investimento beneficiará sete municípios, que poderão melhorar ações como o Samu 192, UPA 24h e leitos de UTI

O Ministério da Saúde vai investir R$ 153,2 milhões para implantação da terceira etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências de São Paulo - Região ABC Paulista (SP).

A medida vai beneficiar sete municípios da região metropolitana do estado. O objetivo é potencializar a organização da rede para gerar impactos positivos no atendimento aos usuários do SUS. “O Ministério da Saúde está estimulando estados e municípios a organizarem redes de assistência para que os serviços funcionem integrados. Com isso, a população terá mais qualidade no atendimento”, explica o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Os novos valores estabelecidos para o repasse serão incorporados ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade do estado e dos municípios de Diadema, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Os recursos vão possibilitar a ampliação e aprimoramento, habilitação e qualificação das Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) e das portas de entrada de Urgências, além de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Estrutura

Do total de investimentos do Ministério da Saúde nos municípios do ABC Paulista, R$ 48 milhões serão direcionados para habilitar 149 novos leitos, sendo 109 de UTI adulto tipo II, 17 de UTI Pediátrica, 13 de UTI Tipo III, e dez leitos de UTI Coronariana. Mais 85 leitos serão qualificados.

Também está previsto R$ 43,4 milhões para qualificação de portas de entrada de urgência, qualificação e habilitação de novos leitos clínicos, adultos e pediátricos, além de implantação de novos leitos de enfermaria de longa permanência.

Outros R$ 10 milhões de investimento do ministério irão para ampliação e qualificação do Samu. Serão habilitadas quatro novas ambulâncias e quatro centrais de regulação médica. Cerca de R$ 43,8 milhões serão investidos na habilitação de nove UPAs e na qualificação de 18.

Equipadas para realizar atendimentos de complexidade intermediária, as UPAs 24h conseguem resolver até 97% dos problemas dos usuários que as procuram sem necessidade de encaminhamento a um hospital. Além disso, R$ 7,9 milhões serão investidos em salas de estabilização, qualificação de equipes multiprofissionais e atenção domiciliar.

Rede de Atenção às Urgências

A organização da Rede de Atenção às Urgências tem a finalidade de articular e integrar no âmbito do SUS todos os equipamentos de saúde, objetivando ampliar e qualificar o acesso humanizado e integral aos usuários em situação de urgência nos serviços de saúde de forma ágil e oportuna, e deve ser implementada gradativamente, em todo o território nacional, respeitando-se os critérios epidemiológicos e de densidade populacional. 

Leia mais:

Mato Grosso do Sul recebe R$ 82,7 milhões para melhoria na rede de urgência

Rio Grande do Norte receberá R$ 86,2 mi para Rede de Urgência

Rio de Janeiro terá R$ 450 milhões para qualificar atendimento do SUS

Rede de urgências do Paraná receberá R$ 159 milhões para qualificar atendimento

 

Fonte: 
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela

Últimas imagens

Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Arquivo/EBC

Governo digital