Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 10 > Amazonas terá mais R$ 21,6 mi para qualificar atendimento de emergência

Saúde

Amazonas terá mais R$ 21,6 mi para qualificar atendimento de emergência

por Portal Brasil publicado: 17/10/2012 18h54 última modificação: 29/07/2014 09h02
Reprodução/Ministério da Saúde Dez municípios serão beneficiados, sendo que Tabatinga e Manaus terão mais R$ 1,7 milhão retroativo ao mês de junho

Dez municípios serão beneficiados, sendo que Tabatinga e Manaus terão mais R$ 1,7 milhão retroativo ao mês de junho

O investimento faz parte da implantação da II Etapa da Rede de Atenção às Urgências e Emergências do estado

 

O estado do Amazonas vai receber R$ 21,6 milhões para investimento na melhoria da rede de urgência. O investimento integra a segunda etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências e Emergências de Amazonas (RUE), definido pela Portaria 2.323. A medida tem objetivo de potencializar a organização da rede para gerar impactos positivos no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o novo recurso, assegurado pelo Ministério da Saúde, o estado e os municípios amazonenses poderão melhorar a manutenção de diversas ações, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a habilitação e a qualificação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Também haverá impacto no custeio de salas de estabilização, além de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ao todo, 10 municípios serão beneficiados (veja lista completa ao lado), sendo que Tabatinga e Manaus contam com recursos para ações imediatas correspondente a R$ 1,7 milhão retroativo ao mês de junho.

Os valores estabelecidos para o repasse serão incorporados ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade (MAC) do estado e dos municípios. As ações custeadas pelo recurso devem ser antes discutidas e pactuadas na Comissão Bipartite (CIB), que reúne gestores do estado e dos municípios.

Em agosto, o Ministério da Saúde já havia liberado R$ 73,6 milhões para implantação da primeira etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências do Amazonas. Deste total, R$ 23,3 milhões foram aplicados de imediato na rede. Na primeira fase, os municípios beneficiados foram Itacoatiara e Manacapuru, além da capital.

Do total, R$ 30,8 milhões foram destinados para o custeio/ano de cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPA) porte II, que foram reformadas e ampliadas, e habilitação de duas UPAs porte III.

Outros R$ 42,8 milhões de investimento serão aplicados no custeio das ações e serviços da qualificação das portas de entrada de urgência. Do total de recursos, R$ 26,4 milhões serão aplicados na habilitação de 74 novos leitos, sendo 37 de UTI tipo II, 27 de UTI pediátrica e 10 de UTI coronariana. Além disso, R$ 7 milhões destinam-se a qualificação de 67 leitos de UTI tipo II e pediátrico. As ações fazem parte do conjunto de medidas estratégicas com objetivo de melhorar cada vez mais o atendimento no SUS.

 

Leia mais:

Projeto visa conscientizar população sobre prejuízos causados pelos trotes ao Samu

97% dos casos de emergência que chegam às UPAs são solucionados

Em 10 anos, País reduz em 32% mortes por AVC

Hospital pernambucano receberá investimentos para atendimentos de emergência

 

Fonte:

Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Vacinação contra a gripe
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Vacinação contra a gripe
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti

Últimas imagens

Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital