Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 10 > Brasil é exemplo na erradicação da raiva animal e humana no mundo

Saúde

Brasil é exemplo na erradicação da raiva animal e humana no mundo

por Portal Brasil publicado: 01/10/2012 11h07 última modificação: 29/07/2014 09h02
EBC Brasil conseguiu baixar o número de casos de raiva humanos e animais em mais de 90%, desde a década de 80

Brasil conseguiu baixar o número de casos de raiva humanos e animais em mais de 90%, desde a década de 80

Número de casos da doença em humanos caiu de 73 em 1990 para apenas dois no ano passado

O Brasil é considerado, hoje, exemplo no combate eficaz da raiva animal em todo mundo. Desde 1973, com a criação do Programa Nacional de Prevenção da Raiva, houve uma redução de 90% nos casos de raiva canina.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, enquanto em 1990 foram registrados 73 casos de raiva humana no país, no ano passado, esse número caiu para apenas dois oficialmente notificados.

Outros países da América Latina, como o México, o Peru e o Chile, também conseguiram obter esse resultado por meio da vacinação gratuita. Em toda a região, os casos de raiva canina caíram de 25 mil, em 1977, para 196, em 2011, segundo a Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA, na sigla em inglês).

No último dia 28, foi comemorado o Dia Mundial da Raiva. A WSPA lançou pelo segundo ano consecutivo a campanha Coleiras Vermelhas – Na Luta contra a Raiva. O objetivo é mostrar que programas de vacinação em massa são os mais eficazes para controlar a doença, que mata 55 mil pessoas anualmente.

“Infelizmente, existem muitos países, principalmente na Ásia, que matam milhões de cães por ano pensando que, dessa forma, podem erradicar a raiva”, afirmou Rosângela Ribeiro, gerente de Programas Veterinários da WSPA. Levantamento feito pela entidade indica morte de cerca de 20 milhões de cães por ano no mundo para conter a zoonose.

“Essa campanha vai levar informação aos governos de vários países que ainda sacrificam cães. Nós queremos que esses governos implementem programas de vacinação em massa, gratuitos, de todos os cães, como uma forma humanitária de controlar a doença”, declarou a gerente da WSPA Brasil.

Ribeiro afirma que com 70% da vacinação da população de cães de um local, consegue-se criar uma barreira sanitária de imunização. “E você passa a proteger tanto os animais, como os seres humanos.”

A gerente da WSPA Brasil lembrou, entretanto, que a vacinação não é uma ação isolada. Ela deve ser acompanhada de iniciativas de educação em saúde, educação em guarda responsável e vigilância. No Brasil, a maioria dos casos de raiva animal e humana é encontrada nas regiões Norte e Nordeste, com destaque para o estado do Maranhão, onde a campanha de vacinação não é implementada de forma efetiva.

Vacinação

No Brasil, a vacina contra raiva é gratuita e encontra-se disponível em toda a rede do Sistema Único de Saúde (SUS). A aplicação em humanos pode ser feita antes da exposição ao vírus ou pós-exposição, seja por ter sido lambido, mordido ou arranhado por animal com suspeita da doença. A vacina não tem contra-indicação. Periodicamente, são realizadas campanhas de vacinação em cães e gatos.

Em caso de viagens

O passageiro que pretende levar um cão, gato ou animal de estimação em viagens internacionais deve ficar atento às normas de ingresso do país de destino. Para a entrada de cães e gatos no Brasil, é necessário apresentar atestado de saúde assinado por veterinário do país em que o animal está. É obrigatória a vacina antirrábica, exceto de animais vindos de países considerados livres de raiva.

Em viagens nacionais, durante o deslocamento, o dono do animal de estimação deve ter em mãos a carteira de vacinação do animal, atualizada para a vacina contra a raiva. A vacinação pode ser feita nas unidades do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), presentes em todos os aeroportos.

Elas funcionam de segunda a sexta-feira em horário comercial, das 8h às 18h. O certificado é emitido gratuitamente.

 

 

Leia mais:

Vacinação contra raiva animal será retomada este ano, diz Ministério da Saúde

Ministério importa 10 milhões de doses de vacina contra raiva para cães e gatos

Viagem com cão ou gato necessita de documentação específica

 

Fonte:

Agência Brasil
Portal Brasil
Ministério da Saúde

 

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital