Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 10 > Empresas terão incentivo para salas de amamentação

Saúde

Empresas terão incentivo para salas de amamentação

por Portal Brasil publicado: 10/10/2012 14h58 última modificação: 29/07/2014 09h02
Divulgação / Ministério da Saúde A sala não exige uma estrutura complexa e todos são beneficiados: mães, bebês e empresas.

A sala não exige uma estrutura complexa e todos são beneficiados: mães, bebês e empresas.

Estados e municípios já participam de oficinas de capacitação para incentivar e sensibilizar empresas para a construção das salas de apoio à amamentação, que permitem à mulher recolher e armazenar o leite materno de forma adequada

 

Uma preocupação que toma conta de toda mãe que vai voltar a trabalhar é como fará para continuar amamentando seu filho. Pensando nisso, o Ministério da Saúde, juntamente com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SPB), tem incentivado as empresas a implantarem as salas de apoio à amamentação. Uma ação recente é a parceria desenvolvida pelos ministérios da Saúde e do Planejamento para a realização de um documento para mobilizar as empresas estatais a implantarem este tipo de ambiente.

Com essa iniciativa, o retorno das mães ao trabalho não se torna um momento tão doloroso, pois continuam amamentando e mantendo o vínculo afetivo. Além de terem a oportunidade de continuar amamentando seus filhos pelo tempo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é até os dois anos ou mais.

Em 2010, o Ministério da Saúde, juntamente com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), regulamentou a implementação das salas de apoio à amamentação nas empresas por meio da Nota Técnica Conjunta nº 01/2010. A sala não exige uma estrutura complexa. Por isso, sua implantação e manutenção são de baixo custo. Além disso, todos são beneficiados: mães, bebês e empresas. 

“Todos ganham com as salas de amamentação. A mulher falta menos ao trabalho porque seu filho adoece menos, podendo retirar o leite e continuar amamentando. O bebê continua recebendo o leite materno, que possui anticorpos que previnem doenças e, por outro lado, as empresas demonstram valor às suas funcionárias ao reservar um espaço neste momento tão especial”, esclarece a coordenadora de Aleitamento Materno, Fernanda Monteiro.

As capacitações nos estados e municípios consistem em formar profissionais para sensibilizarem gestores e patrões de instituições públicas e privadas sobre as variadas formas de se apoiar a amamentação no ambiente profissional. Os profissionais são capacitados a apoiar, orientar e supervisionar a implementação de salas de apoio à amamentação nas empresas.

 

Salas de apoio à amamentação

As salas de apoio à amamentação são espaços dentro da empresa em que a mulher, com conforto, privacidade e segurança, pode esvaziar as mamas, armazenando seu leite em frascos previamente esterilizados para, em outro momento, oferecê-lo ao seu filho. Esse leite é mantido em um freezer a uma temperatura controlada até o fim do dia. Cada recipiente é etiquetado, identificando o nome da mãe, a data e a hora da coleta. No fim do expediente, a mulher pode levar seu leite para casa para que seja oferecido ao filho ou pode ainda doá-lo a um Banco de Leite Humano.

 

Leite materno

A recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que o aleitamento materno seja exclusivo até os seis primeiros meses de vida do bebê e a amamentação até os dois anos de idade ou mais. Pesquisa divulgada em 2009, do Ministério da Saúde, mostrou que 34% das mães com bebê menor de um ano e que trabalham fora de casa não amamentam mais a criança. Enquanto que as mães que não trabalham fora, esse índice é menor, de 19%.

 

Armazenamento

O leite deve ser retirado depois que o bebê mamar ou quando as mamas estiverem muito cheias. Ao retirar o leite, é importante seguir algumas recomendações que fazem parte da garantia de qualidade do leite humano.

Entre as orientações está: escolher um lugar limpo, tranquilo e longe de animais; prender e cobrir os cabelos com uma touca ou lenço; evitar conversar durante a retirada do leite ou utilizar uma máscara ou fralda cobrindo o nariz e a boca, e lavar as mãos e antebraços com água e sabão e secar em uma toalha limpa.

O frasco com o leite retirado deve ser armazenado no congelador ou freezer. Na próxima vez que for retirar o leite, é importante utilizar outro recipiente esterilizado e, ao terminar, acrescentar este leite no frasco que está no congelador.

 

Leia mais:

Lançada campanha para aumentar em mais de 20% doação de leite materno

Gestantes e bebês de mais 4 estados terão rede de assistência ampliada

Conheça as etapas do processo de gestação

Enfermeiros obstetras serão capacitados para assistência às mães e bebês

 

Fonte:
Ministério da Saúde
Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue
Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Doação de Sangue 2017
Acordo entre governo e indústria reduziu 17 mil toneladas de sódio nos alimentos
Novo acordo pretende reduzir mais 11 mil toneladas da substância nos alimentos mais consumidos no País
Médicos destacam importância dos transplantes
Profissionais contam sobre os bastidores dos transplantes realizados no Brasil
Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Doação de Sangue 2017
Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue
Novo acordo pretende reduzir mais 11 mil toneladas da substância nos alimentos mais consumidos no País
Acordo entre governo e indústria reduziu 17 mil toneladas de sódio nos alimentos
Profissionais contam sobre os bastidores dos transplantes realizados no Brasil
Médicos destacam importância dos transplantes

Últimas imagens

Os produtos são da categoria de alimentos de transição, utilizados como complemento ao leite materno
Os produtos são da categoria de alimentos de transição, utilizados como complemento ao leite materno
Foto: Sergio Amaral/MDS
Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe
Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe
J. Freitas/Agência Brasil
Propriedades funcionais somente podem ser alegadas quando atendidas às exigências para comprovação
Propriedades funcionais somente podem ser alegadas quando atendidas às exigências para comprovação
Divulgação/Ministério da Saúde
Doença afeta entre 10% a 25% da população adulta, segundo a Anvisa
Doença afeta entre 10% a 25% da população adulta, segundo a Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
O brasileiro ingere 12 gramas de sódio por dia, mais que o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde
O brasileiro ingere 12 gramas de sódio por dia, mais que o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital