Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 10 > Proibido o comércio e uso de medicamentos injetáveis que contenham chá verde

Saúde

Proibido o comércio e uso de medicamentos injetáveis que contenham chá verde

por Portal Brasil publicado: 08/10/2012 14h50 última modificação: 29/07/2014 09h02
Portal Brasil Anvisa suspende medicamentos injetáveis à base de extratos vegetais como o chá verde

Anvisa suspende medicamentos injetáveis à base de extratos vegetais como o chá verde

Não há estudos que comprovem a segurança e a eficácia da aplicação de formulações subcutâneas contendo chá verde

 

Entrou em vigor nesta segunda-feira (8), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a suspensão, fabricação, manipulação, distribuição, comércio, divulgação, administração e o uso de medicamentos injetáveis à base de extratos vegetais como o chá verde.

 

De acordo com resolução publicada no Diário Oficial da União, a medida foi tomada após a identificação de propagandas na internet de tratamentos estéticos para emagrecimento e combate à gorduras localizadas sugerindo o uso de formulações injetáveis contendo chá verde isolado ou associado a outras substâncias.

A Anvisa ressaltou que não há estudos que comprovem a segurança e a eficácia da aplicação de formulações subcutâneas contendo chá verde ou outros extratos vegetais, isolados ou em associação.

Leia mais:

Novos medicamentos para artrite serão distribuídos pelo SUS 

Aprovada parceria para produção de medicamentos e transferência de tecnologia 

Suspenso lote de xarope adulto rotulado como infantil 

Participe da consulta pública sobre registro de cosméticos infantis 

Medicamentos do SUS terão prioridade no registro de patente

Venda de lote do medicamento Dualid S 75mg é proibida 

Fonte:

Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para  a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para   municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças

Últimas imagens

Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital