Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 10 > Roraima e Paraíba recebem recursos para investirem na saúde da mulher

Saúde

Roraima e Paraíba recebem recursos para investirem na saúde da mulher

por Portal Brasil publicado: 22/10/2012 14h50 última modificação: 29/07/2014 09h02
Ministério da Saúde Recursos são destinados à ampliação e melhoria da rede de assistência à saúde da gestante e do bebê

Recursos são destinados à ampliação e melhoria da rede de assistência à saúde da gestante e do bebê

O plano de ação da Rede Cegonha contemplará Roraima com R$ 9,3 milhões. Já o estado da Paraíba receberá com R$ 38,7 milhões

 

Divulgado nesta segunda-feira (22), pelo Ministério da Saúde, a

destinação de mais R$ 9,3 milhões para implementar a estratégia Rede Cegonha no estado de Roraima. Os recursos estão previstos na portaria nº 2.358 e são destinados ao custeio de um Centro de Parto Normal (CPN); uma Casa da Gestante, Bebê e Puérpera; 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal tipo II; 18 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) Neonatal e 9 leitos de de UCI Canguru.

A primeira etapa do plano de ação da Rede Cegonha em Roraima contempla a capital Boa Vista e são destinados ao Hospital Materno Infantil Nossa Sra de Nazaré e ao Hospital Geral de Roraima. Com os recursos financeiros transferidos pelo governo federal, também serão qualificados 24 leitos de Gestação de Alto Risco (GAR), seis leitos de UTI Adulto tipo II e oito leitos de UTI Neonatal tipo II no estado.

O estado da Paraíba conta com mais R$ 38,7 milhões para implementar ações da estratégia Rede Cegonha. Os recursos estão previstos na Portaria 2.359 e são destinados ao custeio de seis Centros de Parto Normal; cinco Casas da Gestante, Bebê e Puérpera; criação de quatro leitos de Gestação de Alto Risco (GAR); 16 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto tipo II; 27 leitos de UTI Neonatal tipo II; 24 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) Neonatal e 25 leitos de UCI Canguru.

A primeira etapa do plano de ação da Rede Cegonha no estado da Paraíba contempla a capital João Pessoa (R$ 18,1 milhões) e mais cinco municípios: Bayeux (R$ 367 mil), Santa Rita (R$ 459 mil), Patos (R$ 9,1 milhões), Cajazeiras (R$ 3,2 milhões) e Campina Grande (R$ 7,4 milhões). Com estes recursos, também serão qualificados 38 leitos de Gestação de Alto Risco (GAR), 22 leitos de UTI Adulto tipo II, 48 leitos de UTI Neonatal tipo II e 51 leitos de UCI Neonatal.

A Portaria 2.359 autoriza a transferência de recursos do Fundo Nacional de Saúde para os fundos de saúde dos estados e dos municípios beneficiados para reforço na chamada “Rede de Assistência”.

Rede Cegonha

Lançada ano passado, a estratégia Rede Cegonha fortalece um modelo de atenção à saúde que começa no planejamento familiar e na confirmação da gravidez, passando pelo pré-natal, parto, pós-parto e até os dois primeiros anos de vida da criança. As ações previstas na Rede Cegonha têm o objetivo de qualificar, até 2014, toda a rede de assistência à saúde da mulher e do bebê, ampliando e melhorando as condições para que as gestantes possam dar à luz e cuidar de seus filhos de forma segura e humanizada.

 

Fonte:

Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital