Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 11 > Mais de 150 equipes de Saúde da Família são habilitadas em sete estados

Saúde

Mais de 150 equipes de Saúde da Família são habilitadas em sete estados

por Portal Brasil publicado: 20/11/2012 17h57 última modificação: 29/07/2014 09h02

Habilitação garante mais recursos para os municípios e amplia acesso da população à Atenção Básica

 

Foram habilitadas esta semana 164 equipes de Saúde da Família (ESF) e 1.158 agentes comunitários de saúde (ACS) para sete estados: Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. A habilitação autoriza a liberação de recursos para os fundos municipais, com o objetivo de ampliar o acesso da população à Atenção Básica.

Atualmente, o país conta com 33.420 mil Equipes de Saúde da Família, que atuam em 5.293 municípios. A atenção primária é considerada a porta de entrada no Sistema Único de Saúde (SUS), capaz de resolver até 80% dos problemas de saúde.

As equipes de Saúde da Família são multidisciplinares, formadas por médicos, enfermeiros, técnicos ou auxiliares de enfermagem e até 12 agentes comunitários que atuam junto às comunidades, desenvolvendo ações de promoção da saúde, prevenção de acidentes, diagnóstico e tratamento, recuperação e reabilitação de doenças. Hoje são 256.847 ACS em todo Brasil.

Os valores repassados aos municípios integram o piso da Atenção Básica Variável, que prevê um incentivo de R$ 85,5 mil a R$ 128,3 mil por equipe, e R$ 10 mil por agente, ao ano.

Brasil Sorridente

Além disso, 19 municípios de 10 estados foram credenciados, por meio de outra portaria publicada no Diário Oficial da União, ainda esta semana, para recebimento de incentivo às ações de Saúde Bucal. Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Norte e Tocantins serão beneficiados.

Saúde da Família

A Saúde da Família é entendida como uma estratégia de reorientação do modelo assistencial, operacionalizada mediante a implantação de equipes multiprofissionais em unidades básicas de saúde.

Estas equipes são responsáveis pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma área geográfica delimitada. As equipes atuam com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais freqüentes e na manutenção da saúde desta comunidade.

Por meio do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), gestores são incentivados a melhorar o padrão de qualidade da assistência oferecida aos usuários do SUS. O programa eleva os recursos do incentivo federal para os municípios que atingirem melhora no padrão de qualidade no atendimento.

Equipes bem avaliadas poderão receber até R$ 11 mil adicionais, por mês. Hoje, cada equipe recebe do governo federal de R$ 7,1 mil a R$ 10,6 mil, conforme critérios socioeconômicos e demográficos, acrescidos ainda pelos recursos das equipes de Saúde Bucal e Agentes Comunitários de Saúde.

 

Fonte:

Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital