Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 11 > Municípios terão recursos para investimentos na saúde do homem

Saúde

Municípios terão recursos para investimentos na saúde do homem

por Portal Brasil publicado: 14/11/2012 12h18 última modificação: 29/07/2014 09h02
Portal Brasil Municípios que estiverem os melhores projetos terão o recurso para desenvolver ações de melhoria para a saúde masculina

Municípios que estiverem os melhores projetos terão o recurso para desenvolver ações de melhoria para a saúde masculina

Incentivo faz parte da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem

 

As ações de cuidado e prevenção da saúde masculina ganhou novo reforço. O Ministério da Saúde libera R$ 4,8 milhões, em parcela única, para projetos de implantação, fortalecimento e aperfeiçoamento de ferramentas voltadas para a saúde do homem, no âmbito da rede do Sistema Único de Saúde (SUS). O valor destinado para cada projeto é de R$ 60 mil

Os municípios interessados devem elaborar as propostas para o público masculino, na faixa etária de 20 a 59 anos, abordando temas relativos ao acesso e acolhimento do público masculino nos serviços de saúde, paternidade e cuidados, saúde sexual e reprodutiva, e prevenção de violências e acidentes. Cada projeto pode conter um ou mais temas citados.

As melhores propostas serão as que privilegiam uma cobertura maior da Atenção Básica e que proponham medidas capazes de transformar, inovar ou provocar mudanças positivas na qualidade de vida e saúde integral ao homem, além de indicar soluções para melhoria das ações e serviços de saúde.

Os projetos deverão ser encaminhados para o Ministério da Saúde pelo site. O prazo final para o envio é dia 27 de novembro. Posteriormente serão divulgados os contemplados e os recursos que serão repassados aos respectivos municípios.

"Esta portaria é fundamental para prosseguirmos na ampliação e consolidação de estratégias voltadas para o melhor atendimento da população masculina. É uma grande oportunidade para que pequenos e médios municípios brasileiros possam ser contemplados, desenvolvam ações positivas e integrem os homens na lógica dos serviços ofertados pela Rede de Atenção à Saúde, principalmente na atenção básica", disse o coordenador da Saúde do Homem, Eduardo Chakora.

 

Atendimento

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (Pnaish), lançada em 2009 pelo Ministério da Saúde, tem entre outros objetivos alertar a população masculina sobre a prevenção de doenças, além de facilitar e ampliar os serviços de saúde.

Uma outra meta é qualificar e aumentar o acesso, o acolhimento dos homens às ações e aos serviços de assistência integral à saúde, mediante a atuação nos aspectos socioculturais, sob a perspectiva de gênero, contribuindo de modo efetivo para a redução da morbidade, da mortalidade e da melhoria das condições de saúde.

 

Câncer de Próstata

O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem. O mês foi escolhido pois o próximo sábado (17) é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos.

Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos. Quando diagnosticado e tratado no início, tem os riscos de mortalidade reduzidos. No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.

Homens a partir dos 50 anos devem procurar um posto de saúde para realizar exames de rotina. Os sintomas mais comuns do tumor são a dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina, dentre outros. Quem tem histórico familiar da doença deve avisar o médico, que indicará os exames necessários.

Todos os estados brasileiros têm pelo menos um hospital habilitado em oncologia, onde o paciente de câncer encontrará desde um exame até cirurgias mais complexas. Mas para ser atendido nessas unidades e centros é necessário ter um diagnóstico já confirmado de câncer por laudo de biópsia ou punção.

 

Fonte:
Ministério da Saúde
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Governo digital