Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 11 > Novo site da campanha Parada – Um Pacto pela Vida já está no ar

Saúde

Novo site da campanha Parada – Um Pacto pela Vida já está no ar

por Portal Brasil publicado: 30/11/2012 11h34 última modificação: 29/07/2014 09h02
No site é possível encontrar informações sobre o Pacto, as parcerias, campanhas, ações durante as Semanas Nacionais de Trânsito

No site é possível encontrar informações sobre o Pacto, as parcerias, campanhas, ações durante as Semanas Nacionais de Trânsito

A página é dinâmica e interativa, com o objetivo de aumentar o interesse e a parceria com a sociedade

 

Campanha pela Consciência no Trânsito

Já está no ar o novo site do Parada – Um Pacto pela Vida, campanha do Ministério das Cidades criada para diminuir o número de acidentes e mortes no trânsito. No site, é possível encontrar informações sobre o Pacto, as parcerias, campanhas, ações durante as Semanas Nacionais de Trânsito, além de notícias e materiais educativos. A página é dinâmica e interativa, com o objetivo de aumentar o interesse e a parceria com a sociedade.

O portal é dividido nas áreas de atuação da campanha, com serviços digitais, parceiros, editorial, e o Parada nas redes sociais. Também há informações sobre a história do Pacto, quando foi lançado e as ações ao longo dos anos.

O novo site traz, ainda, um Termômetro, para que os interessados conheçam a realidade do trânsito por estado e em todo o Brasil. No espaço reservado aos serviços digitais, é possível baixar os aplicativos gratuitos Mãos no Volante, Rotas das Cidades e Onde tem Táxi Aqui.

Para aderir ao Parada foi criado um espaço para a pessoa saber como pode participar do Pacto pela Vida. Nessa seção, também é possível conhecer os 10 mandamentos da campanha e participar do Top Parada, onde o internauta escolhe as melhores ações promovidas pelo Pacto.

Além disso, é possível ter acesso aos materiais multimídia, que ajudam a promover a educação no trânsito, assim como obter o Código de trânsito Brasileiro. Eles estão disponíveis para download.

 

Exemplo

Segundo o Ministério da Saúde, em 2010, 42.844 pessoas morreram nas estradas e ruas do País. O Brasil pretende seguir o exemplo da Espanha nas ações da campanha, com o aumento da fiscalização, do número de guardas nas ruas, rigor da legislação e mudanças na formação de condutores.

Em 2003, a Espanha ocupava a 17ª posição no ranking europeu de países com menor mortalidade no trânsito. Em 2009, passou a ocupar a 9ª posição. Nesse período, as ações na área reduziram o índice caiu de 128 mortos por milhão de habitantes, para 59 mortos.

O pacto é uma resposta do Brasil à Resolução A/64/L44 da Organização das Nações Unidas (ONU), publicada no dia 02 de março de 2010, que instituiu o período de 2011 a 2020, como a “Década de Ações de Segurança no Trânsito”. A resolução foi elaborada com base em pesquisa realizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 178 países que estimou que, em 2009, aconteceram cerca de 1,3 milhão de mortes por acidentes de trânsito.

Durante o lançamento da campanha em setembro, a atriz Cissa Guimarães, cujo filho Rafael Mascarenhas morreu atropelado em 2010, defendeu uma grande aliança entre governos, empresas e população para a defesa da vida no trânsito. “Que os mais fortes respeitem os mais fracos como pedestres, ciclistas, skatistas. É preciso ter mais penalização para quem não respeita as regras”, disse.

Também na cerimônia a presidente Dilma Rousseff, disse que o pacto é uma oportunidade de os brasileiros mostrarem que são solidários. “A medida que crescemos no Brasil, também é exigido a responsabilidade com a vida em sociedade, em comunidade e com os valores relativos a civilidade entre as pessoas”, enfatizou a presidenta.

“Quando se faz campanhas em momentos de feriados, percebe-se que dá certo com redução do número de mortes. Mas é necessário que as ações sejam feitas todos os dias. É preciso fazer de forma permanente para que as pessoas não morram no trânsito, principalmente os jovens, faixa etária que mais apresenta vítimas, principalmente no uso de motocicletas”, afirmou Dilma.

 

Fonte:
Ministério das Cidades
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)
Estudantes serão envolvidos em atividades como prevenção à obesidade e combate ao Aedes aegypti
Estudantes serão envolvidos em atividades como prevenção à obesidade e combate ao Aedes aegypti
Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Governo digital