Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 12 > Divulgada lista dos 12 projetos vencedores do prêmio InovaSUS - Carreira

Saúde

Divulgada lista dos 12 projetos vencedores do prêmio InovaSUS - Carreira

por Portal Brasil publicado: 12/12/2012 11h55 última modificação: 29/07/2014 09h02

Concurso do Ministério da Saúde premia experiências exitosas na elaboração, revisão e implantação de planos de cargos, carreiras e salário

 

O Ministério da Saúde homologou e divulgou o resultado final do InovaSUS-Carreira, concurso destinado a premiar experiências bem sucedidas na elaboração, revisão e implantação de planos de cargos, carreiras e salários (PCCS) pelas secretarias estaduais e municipais de saúde. Inicialmente, o objetivo era premiar os sete melhores projetos, no entanto, 12 iniciativas foram contempladas com o prêmio individual de R$ 200 mil, recursos que devem ser aplicados na área de gestão do trabalho na saúde.

O secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, do Ministério da Saúde,  Mozart Sales, explicou que este número superior de selecionados ocorreu em função da qualidade dos trabalhos apresentados. Outro fator que também contribuiu para aumentar o número de selecionados foi a disponibilidade de recursos do Ministério da Saúde para aplicação na área de trabalho em saúde.

“O InovaSUS-Carreira é uma ação essencial, pois permite identificar e valorizar medidas voltadas à melhora das condições de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS). Essas iniciativas passam a servir de referência e incentivo para outras gestões e localidades”, esclareceu.

O concurso selecionou projetos das cinco regiões brasileiras. A primeira colocação ficou com a Secretaria de Saúde do Estado de Mato Grosso, com o trabalho “PCCS/SUS: um caminho possível para a SES/MT”. Em segundo lugar ficou a Prefeitura Municipal de Limoeiro do Norte (CE), com o projeto “Plano de Cargos e Carreiras e Salários da Saúde de Limoeiro do Norte: uma história com final feliz!”.

Também foram premiados trabalhos das secretarias estaduais da Bahia, de Tocantins e de Alagoas, e das prefeituras dos municípios de Goiânia (GO), Recife (PE), Ceres (GO), Guarulhos (SP), Uruguaiana (RS) e Rio Branco (AC). Foi selecionado também um projeto de autoria de uma fundação pública vinculada ao governo do estado da Bahia, a Fundação Estatal Saúde da Família.

Os prêmios totalizarão R$ 2,4 milhões. Desse total, R$ 1,4 milhão deverá ser aplicado, pelos vencedores, em custeio de atividades no âmbito do trabalho em saúde (despesas correntes), e R$ 1 milhão em investimentos na área (despesas de capital).

Critérios

Participaram do concurso secretarias de saúde dos estados, dos municípios e do Distrito Federal, além de consórcios de saúde e fundações públicas no âmbito do SUS. A análise dos trabalhos foi realizada de acordo com quatro critérios: “negociação” (diálogo entre gestores e trabalhadores para construção da proposta), “inovação” (introdução de elementos novos), “multiplicação” (possibilidade de adaptação a outros contextos), e “articulação” (diálogo com a política de educação permanente).

A avaliação foi feita por uma comissão julgadora composta por integrantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), do Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), além de representantes dos trabalhadores na Mesa Nacional de Negociação Permanente do SUS.

Edição 2011

No ano passado, o InovaSUS teve sua primeira edição, que premiou projetos voltados para a gestão do trabalho na saúde no âmbito do SUS. Conquistou a primeira colocação e o prêmio máximo de R$ 150 mil o município de Betim (MG), com a instalação de uma Mesa de Negociação Municipal, destinada a conduzir as negociações entre representantes de gestores e trabalhadores do SUS. O segundo colocado foi o município de Vitória (ES), e o terceiro lugar ficou o município de Belo Horizonte (MG).

 

Fonte:

Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para  a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para   municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças

Últimas imagens

Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Arquivo/Agência Brasil
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital