Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 12 > Rio de Janeiro recebe novos leitos clínicos e de UTI

Saúde

Rio de Janeiro recebe novos leitos clínicos e de UTI

por Portal Brasil publicado: 11/12/2012 17h57 última modificação: 29/07/2014 09h02
Governo do Paraná A ação irá ampliar e qualificar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)

A ação irá ampliar e qualificar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)

A ampliação tem como objetivo reduzir o tempo de espera por atendimento na rede pública

A população do estado do Rio de Janeiro recebeu nesta terça-feira (11),o anúncio de abertura de  678 novos leitos nos hospitais federais. São 69 vagas em unidades de terapia intensiva (UTIs) a serem abertas de imediato nos hospitais federais e no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into); outros 221 postos em UTI em outras unidades; e 388 leitos de clínica médica; que entrarão em funcionamento no início de 2013. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

As medidas visam reduzir o tempo de espera por atendimento na rede pública fluminense como parte do S.O.S Emergências, que aprimora a gestão e qualifica o atendimento dos maiores prontos-socorros do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Ministério da Saúde investirá cerca de R$ 94,8 milhões por ano para custear o funcionamento dos novos leitos, sendo R$ 12,8 milhões nas unidades federais. 

Aos leitos instalados em hospitais estaduais - Getúlio Vargas (18), Anchieta (5), Carlos Chagas (16), Albert Schweitzer (45) e São Francisco de Assis (27) - serão feitos repasses federais de R$ 38,1 milhões. Também serão transferidos ao município do Rio de Janeiro R$ 11,8 milhões para custear 45 novos leitos de UTI no Hospital Municipal Dom Pedro II. Para os hospitais da Zona Oeste do Rio de Janeiro haverá reforço de 65 de UTI e 160 de clínica médica. O repasse do Ministério para esta ação é de R$ 31,8 milhões.

“Todo o nosso esforço,  visa reduzir o tempo de espera e melhorar a qualidade do atendimento da rede pública”, explica o ministro Padilha.

 Os leitos clínicos servirão de retaguarda para os hospitais que realizam atendimento de urgência e emergência no Rio de Janeiro, dos quais dois – Miguel Couto e Albert Schweitzer – integram o SOS Emergências.

Em junho deste ano, o Ministério da Saúde anunciou investimentos de R$ 374,4 milhões para expansão da capacidade de atendimento nos serviços de urgência e emergência do Rio de Janeiro, beneficiando a capital fluminense e mais 19 municípios da região metropolitana.

 

Fonte: 

Ministério da Saúde
Portal Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital