Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 01 > Lançado edital que incentiva pesquisas em DST, Aids e hepatites

Saúde

Lançado edital que incentiva pesquisas em DST, Aids e hepatites

por Portal Brasil publicado: 15/01/2013 10h36 última modificação: 29/07/2014 09h19
Ministério da Saúde Um dos temas que poderá ser estudado é a aceitabilidade e a efetividade de novas tecnologias de prevenção ao HIV

Um dos temas que poderá ser estudado é a aceitabilidade e a efetividade de novas tecnologias de prevenção ao HIV

A maior parte dos recursos – R$ 2 milhões – se destina a pesquisas voltadas para prevenção e epidemiologia.  O investimento, ao todo, é de R$ 4 milhões e as inscrições já estão abertas

 

Foi lançado nessa segunda-feira (14), pelo Ministério da Saúde, um edital para selecionar pesquisas em Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids) e hepatites virais. O edital, que contempla 23 linhas de pesquisa, prevê investimentos de R$ 4 milhões para o financiamento destes estudos. Os projetos devem se alinhar aos três grandes temas propostos: prevenção e epidemiologia; diagnóstico e desenvolvimento tecnológico; e gestão e avaliação de políticas públicas de saúde. A maior parte dos recursos – R$ 2 milhões – se destina a pesquisas voltadas para prevenção e epidemiologia.

Áreas de estudo

Um dos temas que poderá ser estudado é a aceitabilidade e a efetividade de novas tecnologias de prevenção ao HIV, como profilaxia pré-exposição sexual, circuncisão, tratamento como prevenção e microbicidas. As inscrições já estão abertas e o edital completo pode ser acessado no site.

Na prática, os estudos precisam conter aspectos como análises das condições de vida e de saúde de pessoas vivendo com esses agravos e definição de novas estratégias de testagem. A abrangência do levantamento incluirá também a integração dos instrumentos de planejamento e gestão regionais. Outro exemplo de pesquisa a ser abordada é sobre a ocorrência de casos de hepatite D fora da Amazônia Ocidental.

Entre as populações-alvo dos estudos estão profissionais do sexo, homens que fazem sexo com homens, travestis e transgêneros. O investimento em pesquisas tem como foco, ainda, pessoas privadas de liberdade e população de rua. “É fundamental conhecer as metodologias de intervenções locais bem-sucedidas, principalmente com foco em populações em situação de maior vulnerabilidade”, avalia o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco. Segundo ele, o incentivo à pesquisa contribui para o aprimoramento da política brasileira de Aids e hepatites virais, e para a implementação de políticas públicas de saúde.

Quem pode se candidatar

Podem participar da seleção, instituições de ensino superior, institutos e centros de pesquisa e desenvolvimento - públicos ou privados, sem fins lucrativos. Empresas públicas, organizações não governamentais e serviços de saúde, que desenvolvam atividades de pesquisa, também estão aptos a concorrer ao financiamento. A data limite de recebimento no protocolo do Departamento é 11 de março de 2013. O resultado final da seleção deve ser divulgado no dia 28 de março, no portal.

 

Fonte: 

Ministério da Saúde
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Naftali Emídio/Pref. do Cabo de Santo Agostinho
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Pei Fon/Prefeitura de Maceió
A Anvisa proibiu também a fabricação e distribuição do produto saneante Hipoclorito de sódio Clorunforte
A Anvisa proibiu também a fabricação e distribuição do produto saneante Hipoclorito de sódio Clorunforte
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Governo digital