Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 01 > Medicamento falsificado utilizado como hormônio do crescimento é retirado do mercado

Saúde

Medicamento falsificado utilizado como hormônio do crescimento é retirado do mercado

por Portal Brasil publicado: 11/01/2013 15h31 última modificação: 29/07/2014 09h19

A suspensão é definitiva e tem validade imediata após publicação no Diário Oficial

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta sexta-feira (11), no Diário Oficial da União (DOU), a suspensão e apreensão, em todo o País, de medicamentos e produtos com irregularidades.

O lote CC10303 do medicamento Hormotrop,  utilizado como hormônio do crescimento,  na apresentação de 12 unidades, pó liofilizado injetável foi apreendido. O produto, fabricado pelo Laboratório Químico Farmacêutico Bergamo Ltda., sofreu falsificação.

Já o lote 12090993 do medicamento Hytropin (Sulfato de Atropina), 0,50 mg/ml, fabricado pela empresa Hypofarma Instituto de Hypodermia e Farmácia Ltda., foi suspenso pela agência. O lote citado deve ser fabricado apenas na quantidade de 0,25 mg/ml.

O Creme Fitomedic, feito da semente de Sucupira, fabricado pela empresa D.M. Cucio ME., também foi suspenso. A empresa fabricante não possui autorização de funcionamento na Anvisa.  

A suspensão é definitiva e tem validade imediata após sua publicação no Diário Oficial. As pessoas que já tiverem adquirido algum item dos lotes ou produtos suspensos devem procurar orientação médica e interromper o uso.

Recolhimento Voluntário

A empresa Zydus Healthcare Brasil Ltda. vai realizar o recolhimento voluntário do lote 2063110 do medicamento Valeriane (Valeriana Officinalis). Foi detectado na embalagem primária a presença do medicamento Regorgan (Aspartato de Arginina), que também é produzido pela empresa.      

Campanha de combate a medicamentos falsificados 

Uma campanha informativa de combate à falsificação de medicamentos no País foi lançada em 2010 pela Anvisa. O objetivo foi orientar a população sobre os riscos do consumo de produtos clandestinos e divulgar informações para que ela possa diferenciar remédios verdadeiros de falsos. 

 

Fonte: 

Anvisa
Portal Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital