Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 01 > São Paulo terá mais leitos para tratamento de usuários de drogas

Saúde

São Paulo terá mais leitos para tratamento de usuários de drogas

por Portal Brasil publicado: 24/01/2013 13h55 última modificação: 29/07/2014 09h19
Divulgação / Gov. São Paulo O Cratod conta com 691 leitos, com a ampliação de 757 haverá mais serviços oferecidos aos dependentes químicos

O Cratod conta com 691 leitos, com a ampliação de 757 haverá mais serviços oferecidos aos dependentes químicos

Em apenas dois dias, 80 pessoas procuraram centro de tratamento, enquanto a média é de 30 atendimentos por semana

 

Em dois dias, o número de pessoas que procuraram o Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas (Cratod), no centro da capital paulista, foi maior que o dobro do que a unidade costumava atender em uma semana. Foram atendidas 80 pessoas na segunda-feira (21) e na terça-feira (22), quando a média é 30 atendimentos semanais. O crescimento da demanda, decorrente do início do projeto do governo estadual e da Justiça para agilizar internações de dependentes químicos, fez com que o governador Geraldo Alckmin anunciasse, nessa quarta-feira (23), o aumento dos leitos destinados a esse tipo de tratamento, de 691 para 757.

De acordo com o secretário Estadual de Saúde, Giovanni Guido Cerri, há grande rotatividade nos leitos disponíveis para tratamento de usuários de drogas. "Hoje, o leito está ocupado, amanhã está vago, mas, normalmente, dentro dessa dinâmica uns 20% dos leitos estão rotativos para internação, mas em razão dessa procura maior nós ampliamos. Achamos que esses 66 leitos (a mais) atendem essa demanda emergencial aqui, porque internação não é solução, é realmente para casos de extrema necessidade", esclareceu.

 

Ampliação

Atualmente, a Secretaria Estadual de Saúde mantém 691 leitos públicos para dependentes químicos. Outros 488 novos leitos estão em processo de implantação e devem estar disponíveis até o final de 2014, quando o estado contará com 1.179 leitos. O governo de São Paulo foi o primeiro do Brasil a criar clínicas com leitos públicos para internação de dependentes, processo que começou em 2010.

 

Cratod

O Cratod é um serviço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo que tem como objetivos a coordenação, o desenvolvimento e o implemento de políticas para: tratamento; prevenção; promoção e formação de recursos humanos resultantes do conhecimento desenvolvido a partir da prática assistencial.

A unidade desenvolve eventos educativos de prevenção, promoção à saúde e capacitação de recursos humanos em técnica de ação comunitária.

Dentro do princípio do Sistema Único de Saúde (SUS) de regionalização, para a área de tratamento, o serviço atende a população da área de abrangência do território, com cerca de 500 mil habitantes.

Crack, é possível vencer

O  governo federal atua contra o avanço do crack, uma droga tóxica feita com pasta de cocaína, por meio de parcerias com estados e municípios. A droga de efeito rápido e intenso leva o usuário rapidamente à dependência e, por isso, é fundamental prevenir o seu consumo.

A previsão do governo é investir no Programa cerca de R$ R$ 4 bilhões da União até 2014. A iniciativa conta com a atuação direta dos ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

 

Saiba mais sobre o Programa na página especial do Portal Brasil

 

Fonte:
Agência Brasil
Governo do Estado de São Paulo
Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital