Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 02 > Novo portal permite mais agilidade e qualidade aos serviços e atendimento do SUS

Saúde

Novo portal permite mais agilidade e qualidade aos serviços e atendimento do SUS

por Portal Brasil publicado: 05/02/2013 16h21 última modificação: 29/07/2014 09h20
Exibir carrossel de imagens Divulgação / Ministério da Saúde No portal serão registradas informações sobre internações, atendimentos ambulatoriais de alta complexidade e cirurgias

No portal serão registradas informações sobre internações, atendimentos ambulatoriais de alta complexidade e cirurgias

A partir de agora, o cidadão poderá utilizar o Portal de Saúde do Cidadão para verificar informações sobre internações, atendimentos ambulatoriais de alta complexidade e cirurgias

 

Com o objetivo de aperfeiçoar o atendimento e o tratamento de todos os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (5) o Portal de Saúde do Cidadão e o E-SUS Atenção Básica. Entre as funções disponibilizadas, as ferramentas permitem que o cidadão faça o pré-cadastro do registro do Cartão Nacional de Saúde e ainda agilize e qualifique os atendimentos oferecidos pelo SUS.

No Portal de Saúde do Cidadão serão registradas informações sobre internações, atendimentos ambulatoriais de alta complexidade e cirurgias – dados de divulgação restrita aos pacientes, que poderão liberá-los a médicos por quem estejam sendo acompanhados.

O usuário também poderá acrescentar informações importantes relacionadas à sua saúde, como doenças crônicas ou alergias, ou anexar laudos de exames já realizados. “Ao acessar estas informações, qualquer equipe de saúde em qualquer lugar do Brasil poderá traçar o diagnóstico e ofertar o tratamento mais adequado ao histórico do paciente”, ressaltou o ministro Alexandre Padilha, acrescentando que a ferramenta permite, ainda, que o cidadão possa se comunicar com o seu médico e inclusive receber orientações.

Além das informações individuais, ofertadas restrita e pessoalmente, o portal também possibilitará consulta a todos os estabelecimentos que atendem pelo SUS, como unidades básicas, clínicas e hospitais. Com o auxílio de mapas, o cidadão localizará a opção de atendimento mais próxima e identificará pontos para retirada de medicamentos pelo programa Aqui Tem Farmácia Popular.



 

Pré-cadastro

O usuário também poderá consultar se já possui um número do Cartão SUS. Quem não tem pode fazer o pré-cadastro e depois validá-lo na unidade de saúde mais próxima. Quem já tem também precisará ir até uma unidade de saúde para receber a senha de acesso ao Portal e concluir o cadastro.

O E-SUS, software público, permitirá aos municípios brasileiros que suas Unidades Básicas de Saúde (UBS) mantenham prontuários eletrônicos com os dados de seus usuários, reduzam tempo de espera por atendimento e gerenciem seus estoques.

 

Software E-SUS

Outra ferramenta que moderniza os serviços de saúde é o software público E-SUS Atenção Básica (E-SUS AB), capaz de organizar a gestão do funcionamento das unidades básicas e que será ofertado gratuitamente a todos os municípios.

A plataforma, desenvolvida a partir de convênio entre o Ministério da Saúde e a Universidade Federal de Santa Catarina, implanta o prontuário eletrônico, que reunirá, sem necessidade de papel, todo o histórico de atendimento daquele paciente. Além disso, oferece soluções para controle de estoques de medicamentos e insumos, agendamento de consultas e monitoramento do cumprimento da carga horária dos profissionais de cada unidade.

As informações específicas sobre cada paciente que constarem na plataforma ficarão registradas nas unidades de cada município. Para ampliar a adesão a essas ferramentas e aperfeiçoar a capacidade de atendimento, o Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério das Comunicações, irá custear conexão a internet banda larga para as quase 14 mil unidades básicas que aderiram ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (Pmaq). O programa induz a ampliação do acesso e a melhoria da qualidade da atenção básica.

A conectividade garante maior agilidade no uso do Cartão Nacional, do prontuário eletrônico e do Portal do Cidadão, aumentando, assim, o acesso e a integração do SUS.

 

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia. Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia.  Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia

Últimas imagens

Rótulos dos produtos divulgam falsas propriedades terapêuticas
Rótulos dos produtos divulgam falsas propriedades terapêuticas
Divulgação/EBC
Em 2016, os bancos de leite humano do País registraram mais de 300 atendimentos em grupos
Em 2016, os bancos de leite humano do País registraram mais de 300 atendimentos em grupos
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Cannabis não foi reconhecida como planta medicinal pela Anvisa
Cannabis não foi reconhecida como planta medicinal pela Anvisa
Reprodução/TV Brasil
O Into é responsável por 72,3% das cirurgias de alta e média complexidade feitas na capital
O Into é responsável por 72,3% das cirurgias de alta e média complexidade feitas na capital
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital