Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 03 > Campanha por uma alimentação saudável pretende melhorar hábito dos brasileiros

Saúde

Campanha por uma alimentação saudável pretende melhorar hábito dos brasileiros

por Portal Brasil publicado: 20/03/2013 12h22 última modificação: 29/07/2014 09h20
Divulgação / MEC Campanha pretende incentivar a oferta de alimentos fornecidos nas Ceasas para garantir alimentação saudável aos brasileiros

Campanha pretende incentivar a oferta de alimentos fornecidos nas Ceasas para garantir alimentação saudável aos brasileiros

O objetivo da campanha é sensibilizar a população em geral, assim como os agentes de abastecimento das Ceasas sobre a importância de uma alimentação adequada e saudável

 

Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort) lançou a primeira fase da Campanha de Incentivo ao Consumo de Frutas, Legumes e Verduras nas Centrais de Abastecimento (Ceasas). O objetivo é melhorar a alimentação e proporcionar melhor qualidade de vida aos brasileiros. 

Visto que o consumo médio atual de frutas, legumes e verduras (FLV) pela população brasileira é menos da metade da recomendação (400g/dia) da Organização Mundial da Saúde (OMS), a Conab visa incentivar a oferta de alimentos fornecidos nas Ceasas do País.

O objetivo da campanha é sensibilizar a população em geral, assim como os agentes de abastecimento das Ceasas, sobre a importância de uma alimentação adequada e saudável, com o foco no aumento do consumo de frutas, legumes e verduras.

A campanha tem a parceria da Conab juntamente com a  Associação Brasileira das Centrais de Abastecimento (Abracen), Ministérios da Saúde (MS), Desenvolvimento Social, Combate a Fome (MDS) e Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Instituto Brasileiro de Horticultura (Ibrahort).


Riscos à saúde

O peso dos brasileiros vem aumentando nos últimos anos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a obesidade atinge 12,5% entre os homens e 16,9% entre as mulheres e o excesso de peso é observado na metade da população.

Este cenário, associado ao maior consumo de alimentos industrializados e à baixa prática de atividade física, tem impacto direto na saúde dos brasileiros, contribuindo para o aumento da prevalência de excesso de peso e das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), principalmente das doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de neoplasias.

Campanha

Esta primeira etapa da campanha será direcionada ao público interno das Ceasas, como agricultores familiares, permissionários e concessionários. "Nesta fase, a campanha está voltada para questões relacionadas à oferta de produtos com qualidade e seguros, com orientações aos agentes de abastecimento sobre a importância do uso de embalagens adequadas, rotulagem dos produtos, valorização de alimentos regionais, redução do desperdício, entre outros fatores", pondera a analista da Gerência de Modernização e Mercado Hortigranjeiro, Diracy Betânia Lacerda. A segunda fase será voltada aos consumidores que frequentam as Centrais de Abastecimento.

Nesta quarta-feira (20) será realizada na Conab ma oficina para capacitar os técnicos das Ceasas que irão desenvolver as atividades. "Essas pessoas serão responsáveis por sensibilizar os demais agentes do mercado atacadista", ressalta a analista.

 

Alimentação saudável

Uma alimentação saudável deve ser baseada em práticas alimentares que assumam a significação social e cultural dos alimentos como fundamento básico conceitual. Neste sentido, é fundamental resgatar estas práticas bem como estimular a produção e o consumo de alimentos saudáveis regionais (como legumes, verduras e frutas), sempre levando em consideração os aspectos comportamentais e afetivos relacionados às práticas alimentares.

 

Fonte:
Conab

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa

Governo digital