Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 03 > Preços pagos por hospitais privados estão disponíveis para consulta

Saúde

Preços pagos por hospitais privados estão disponíveis para consulta

por Portal Brasil publicado: 08/03/2013 12h28 última modificação: 29/07/2014 09h20

Os preços pagos por hospitais privados das capitais brasileiras Belém, Fortaleza, São Paulo, Brasília e Porto Alegre já estão disponíveis para consulta no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os dados integram a nova versão da Ferramenta de Consulta de Preços de Produtos para a Saúde, publicada esta semana pela agência.

A ferramenta também inclui os preços pagos por operadoras de planos de saúde e as informações coletadas em outras fontes, como revistas especializadas e preços internacionais.

As informações disponíveis na ferramenta têm como objetivo subsidiar as decisões de profissionais de saúde, gestores e demais atores envolvidos na atenção à saúde. O intuito é aumentar a transparência e a visibilidade deste mercado para permitir mais eficiência na utilização dos recursos destinados à aquisição destes produtos.

 

Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária tem como missão promover e proteger a saúde da população, bem como intervir nos riscos decorrentes da produção e do uso de produtos e serviços sujeitos à vigilância sanitária, em ação coordenada com os estados, os municípios e o Distrito Federal, de acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira.

 

 

Fonte:
Agência Nacional de Vigilância Sanitária

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital