Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 03 > Rio de Janeiro tem mais dois hospitais habilitados a realizar transplantes

Saúde

Rio de Janeiro tem mais dois hospitais habilitados a realizar transplantes

por Portal Brasil publicado: 22/03/2013 11h41 última modificação: 29/07/2014 09h20
Divulgação / Ministério da Saúde Por ano, o Hospital São Francisco de Assis tem capacidade para fazer até 200 transplantes de rim e 100 de fígado

Por ano, o Hospital São Francisco de Assis tem capacidade para fazer até 200 transplantes de rim e 100 de fígado

Com as novas habilitações, estado passa a contar com 20 hospitais credenciados para oferta de transplantes renais e hepáticos

 

Os hospitais São Francisco de Assis e o Estadual da Criança, ambos no Rio de Janeiro, serão habilitados para realização de transplantes renais e hepáticos. O anuncio foi feito nessa quinta-feira (21) pelo Ministério da Saúde. Com a habilitação dos dois hospitais, o estado do Rio de Janeiro passará a contar com 20 hospitais credenciados para a oferta desses tipos transplantes.

O Hospital São Francisco de Assis tem capacidade para fazer - anualmente - até 200 transplantes de rim e 100 de fígado.  E o Hospital Estadual da Criança poderá ser habilitado a realizar transplante de medula óssea, além de rim e fígado.

Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha “é muito importante termos mais serviços credenciados para atender a população. Assim, os transplantes de fígado e de rim devem ser normalizados”, afirma. O ministro disse, ainda, que, a partir de abril, o Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro, voltará a realizar transplantes de rim e fígado, suspensos devido à falta de médicos. 

O Ministério da Saúde tem tomado medidas emergenciais para recompor as equipes transplantadoras do Hospital Federal de Bonsucesso.

 

Atendimento

Em 2012, o estado do Rio de Janeiro realizou 992 transplantes, 34% a mais do que em 2011. No ano passado, foram feitos no estado 350 transplantes de rim, um crescimento de 44% em relação a 2011 (243 cirurgias). Também houve aumento no número de transplantes de fígado. O estado realizou 146 procedimentos em 2012, 80% a mais que em 2011 (81 cirurgias).

O valor repassado ao estado em 2012 para transplantes foi de R$ 35,2 milhões, sendo R$ 11,8 para transplantes renais e R$ 9,5 milhões para transplantes hepáticos.

 

Cirurgia

O prazo máximo para que a cirurgia seja feita após a retirada do órgão varia de acordo com cada tecido. A cirurgia de coração e fígado é a mais urgente e deve ser feita no prazo de 4 a 6 horas. Depois vem a do fígado, 12 a 18 horas, e rins, 24 a 36 horas. A córnea pode ser transplantada em até 14 dias. Tal facilidade fez com que o Brasil registrasse, no primeiro semestre de 2009, 6.151 transplantes desse tipo. A cirurgia de córnea também é mais fácil porque pode ser realizada em ambulatórios, sem necessidade da internação do paciente.

Apesar do crescimento do número de transplantes no Brasil, a lista de espera por órgãos e tecidos ainda é grande, com aproximadamente 60 mil pessoas. Mais da metade desses pacientes esperam para receber um rim.

A autorização para doação de órgão é dada pela família do falecido. O transplante ocorre a partir da constatação da morte cerebral. Em casos como o de medula óssea, rim, fígado e pâncreas, a doação pode ser realizada ainda em vida, em caso de parentesco até 4º grau, ou com autorização judicial para não familiares.

 

 

 

 

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia. Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia.  Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia

Últimas imagens

O laboratório público Bio-Manguinhos/Fiocruz produz cerca de 6 milhões de doses mensais da vacina
O laboratório público Bio-Manguinhos/Fiocruz produz cerca de 6 milhões de doses mensais da vacina
Divulgação/Ministério da Saúde
Percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente deve aumentar em no mínimo 17,8%
Percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente deve aumentar em no mínimo 17,8%
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Arquivo/Agência Brasil
Produtos da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, responsável pela linha de produção
Produtos da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, responsável pela linha de produção
Divulgação/Ministério da Saúde
Desde o dia 17 de abril, a vacina contra a gripe está disponível nos postos
Desde o dia 17 de abril, a vacina contra a gripe está disponível nos postos
Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital