Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 03 > S.O.S Emergências será ampliado para mais dez hospitais

Saúde

S.O.S Emergências será ampliado para mais dez hospitais

por Portal Brasil publicado: 08/03/2013 11h33 última modificação: 29/07/2014 09h20
Divulgação/Ministério da Saúde o Ministério da Saúde destinará este ano, R$ 30 milhões para os 10 novos hospitais

o Ministério da Saúde destinará este ano, R$ 30 milhões para os 10 novos hospitais

Serão destinados R$ 30 milhões para as dez novas unidades hospitalares - sendo R$ 3 milhões para cada um, para a aquisição de novos equipamentos e reformas

 

Mais dez estados brasileiros terão o programa S.O.S Emergências ampliado. Com o ingresso dessas unidades, todas as cidades que sediarão jogos da Copa do Mundo de 2014 terão um hospital dentro do programa. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, nessa quinta-feira (7), durante o I Encontro dos Hospitais que fazem parte da rede S.O.S, em Brasília.

O programa, que tem como objetivo qualificar a gestão e o acolhimento em grandes hospitais que atendem pelo SUS, ajuda a reduzir filas, o tempo de espera por atendimento e a taxa de ocupação em cada um dos hospitais que aderiram. 

Para garantir a execução desta etapa do programa, o Ministério da Saúde destinará, este ano, R$ 30 milhões para os dez novos hospitais – sendo R$ 3 milhões para cada um. O recurso servirá para a aquisição de novos equipamentos e reformas. Além desse investimento, também serão liberados recursos para a implantação de videomonitoramento e habilitação de novos leitos de retaguarda e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a serem definidos mediante apresentação de projetos.

As unidades hospitalares que passam a integrar o programa são: Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (PB), Hospital e Pronto Socorro João Paulo II (RO), Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (RN), Hospital Getúlio Vargas (PE), Hospital e PS Dr. João Lúcio Machado (AM), Hospital de Urgência de Teresina Professor Zenon Rocha (PI), Hospital do Trabalhador (PR), Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (MT), Hospital Geral do Estado Dr. Osvaldo Brandão Vilela (AL), Hospital Governador João Alves Filho (SE).

Ainda estão previstos a abertura de 125 leitos de retaguarda para o Hospital Miguel Couto e 157 leitos para o Albert Schweitzer, ambos no Rio de Janeiro.

 

Balanço

Em pouco mais de um ano do programa - de novembro 2011 a janeiro deste ano - foram disponibilizados 1.189 novos leitos que contribuíram para retirada de pacientes nas macas dos corredores, além de garantir a continuidade do tratamento dos que necessitam permanecer internados por mais tempo.

Em 2012, R$ 150,4 milhões foram investidos nos 12 hospitais. Do total, R$ 35 milhões foram liberados para compra de novos equipamentos e R$ 23,4 milhões para reforma e ampliação dos prontos-socorros desses hospitais. Para a abertura e qualificação de novos leitos foram destinados R$ 50 milhões. Para custeio das unidades, 42 milhões foram repassados.

Desde a instalação do S.O.S. Emergências, cada um dos hospitais recebe R$ 3,6 milhões por ano para investir na assistência e R$ 3 milhões para reforma e\ou compra de equipamentos, além do pagamento diferenciado dos leitos de retaguarda.

 

Estratégia

As primeiras capitais que aderiram à ação foram Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Brasília (DF), Belo Horizonte (BH), Goiânia (GO), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS) e Ananindeua (PA). Todos os hospitais selecionados são referências regionais, possuem pronto-socorro e realizam grande número de internações e atendimentos ambulatoriais. 

A iniciativa quer alcançar, até 2014, os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo os 26 estados e o Distrito Federal. A estratégia tem como objetivo atuar de forma mais organizada e efetiva sobre a oferta da assistência nas grandes emergências do País.

 

Capacitação

O programa S.O.S. Emergências também prevê a capacitação de profissionais da saúde para melhorar e agilizar os serviços prestados à população, aumentar o número de novos leitos de retaguarda nessas unidades ou em hospitais parceiros, visando diminuir a superlotação da emergência. Só no ano passado, 2.160 profissionais foram treinados distribuídos nos 12 hospitais participantes do programa.

Também foram desenvolvidas outras ações nesses hospitais como a implantação do sistema de informatização da emergência e de vídeomonitoramento para acompanhar o desempenho da unidade e o fluxo de pacientes na entrada da emergência de cada hospital. Logo ao entrar no hospital, o paciente é acolhido por uma equipe que definirá o seu nível de gravidade e o encaminhará ao atendimento específico de que necessita.

A gestão interna de leitos avalia os motivos da permanência prolongada no pronto socorro e encaminha as providências necessárias, reordenando os fluxos de internação e alta.

A implantação de protocolos clínico-assistenciais e administrativos possibilita a oferta adequada do tratamento ao paciente. Estão sendo tomadas, ainda, medidas para proporcionar a adequação da estrutura e do ambiente hospitalar.

O S.O.S Emergências funciona de forma articulada com os demais serviços de urgência e emergência que compõem a Rede Saúde Toda Hora como o Samu, UPAs 24 horas, Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.

 

 

Fonte:
Ministério da Saúde
Com informações da Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital