Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 05 > Campanha incentiva doação de leite materno

Saúde

Campanha incentiva doação de leite materno

por Portal Brasil publicado : 21/05/2013 17:21
Secom/PR Campanha visa incentivar a doação de leite

Campanha visa incentivar a doação de leite

Na semana que marca o Dia Mundial de Doação de Leite Humano, 19 de maio, campanha quer incentivar brasileiras a intensificarem doações 

Na semana do dia 19 de maio, Dia Mundial de Doação de Leite Humano, a importância da doação está sendo celebrada no Brasil e em 23 outras nações da América Latina, Caribe, Península Ibérica e África.  As ações para marcar a data no País estão sendo conduzidas pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR), que é a maior e mais completa do mundo, composta por 211 unidades. A Rede também comemora, em 2013, seus 70 anos de criação.

Entre as ações da Semana também está o lançamento da campanha “Doe leite materno e ajude a mudar o futuro de muitas crianças”, que acontece nesta quarta-feira, dia 22 de maio, no Memorial Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF).  

Para ilustrar a importância do ato de doar leite humano, tanto na vida da doadora como na do recém-nascido, dois personagens de uma história real são representadas nas peças de divulgação da iniciativa – banners, folders, anúncios em revistas e redes sociais. 

Há 42 anos, a Sra. Ilza Pereira doou seu leite a João Marcelo Bôscoli, filho da cantora Elis Regina e agora, eles serão homenageados pelo ministro da Saúde Alexandre Padilha e pelo coordenador da Rede Brasileira e o Programa Ibero-americano de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR / IberBLH), João Aprígio Guerra de Almeida.

Por sua grande militância em prol do aleitamento e da doação de leite humano, a atriz Maria Paula Fidalgo será intitulada Embaixadora da rBLH-BR.

Doações no Brasil

Anualmente, o País coleta mais de 160 mil litros de leite humano pasteurizado com qualidade certificada, que são distribuídos a mais de 175 mil recém-nascidos. Em 2013, aproximadamente 46 mil litros foram coletados e entregues à cerca de 50 mil crianças.

De acordo com a coordenadora do controle de qualidade do Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira, Danielle Aparecida da Silva, trabalhar nessa rede é dar oportunidade de vida a crianças, já que além do alimento, o leite humano traz também fatores de proteção e defesa.

“A mãe de um recém-nascido prematuro, que não desenvolveu leite, passa por um período de angústia, de medo pela saúde do seu bebê. A outra mãe, que é doadora de leite, além de salvar vidas, está oferecendo segurança e tranquilidade para os pais dessas crianças, ela está compartilhando amor”, diz.

As doações, conforme Silva, podem ser feitas tanto em casa (seguindo as orientações de higiene abaixo), quanto nas unidades da rBLH-BR. “A maioria dos Bancos de Leite possuem meios de transporte para retirar as doações nas casas das próprias voluntárias. Como o leite pode ficar congelado por até 15 dias, é possível juntar uma semana de leite materno e solicitar a retirada no Banco de Leite mais próximo”, conta.

O leite materno é essencial para proteger recém-nascidos porque alimenta e protege contra diarreia, infecções respiratórias, diabetes e alergias. Segundo o Ministério da Saúde, o Dia Mundial tem como objetivo alertar a população de todo o mundo sobre a importância da doação de leite materno, com objetivo de aumentar o número de novas voluntárias e a quantidade de leite coletado e distribuído para recém-nascidos prematuros e de baixo peso internados no Brasil e no mundo.

Saiba como doar

Prepare o frasco para a coleta:

- Escolha um frasco de vidro com tampa plástica, pode ser de café solúvel ou maionese;

- Retire o rótulo e o papelão que fica sob a tampa e lave com água e sabão, enxaguando bem;

- Em seguida, coloque em uma panela o vidro e a tampa e cubra com água, deixando ferver por 15 minutos (conte o tempo a partir do início da fervura);

- Escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo;

- Deixe escorrer a água do frasco e da tampa. Não enxugue;

- Você poderá usar quando estiver seco.

 Prepare-se para retirar o leite:

O leite deve ser retirado após o bebê mamar ou quando as mamas estiverem cheias. Ao retirar o leite, é importante seguir algumas recomendações:

- Escolha um lugar limpo, tranquilo e longe de animais;

- Prenda e cubra os cabelos com uma touca ou lenço;

- Evite conversar durante a retirada do leite ou utilize uma máscara ou fralda cobrindo o nariz e a boca;

- Lave as mãos e antebraços com água e sabão e seque em uma toalha limpa.

É ideal que o leite seja retirado de forma manual:

- Primeiro coloque os dedos polegar e indicador no local onde começa a aréola (parte escura da mama);

- Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo;

- Comprima suavemente um dedo contra o outro, repetindo esse movimento várias vezes até o leite começar a sair;

- Despreze os primeiros jatos ou gotas e inicie a coleta no frasco.

Caso tenha dificuldade para retirar o leite, procure o Banco de Leite Humano mais próximo. 

O frasco com o leite retirado deve ser armazenado no congelador ou freezer. Para novas retiradas de leite para doação, um novo recipiente esterilizado deve ser usado. O leite pode ficar armazenado congelado por até 15 dias.

Fontes: 

Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz)

Ministério da Saúde

 

 

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil