Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2013 > 11 > Médicos cubanos chegam a São Paulo

Saúde

Médicos cubanos chegam a São Paulo

Mais Médicos

Eles fazem parte do grupo de três mil médicos que começou a chegar ao País na última semana
por Portal Brasil publicado: 12/11/2013 10h51 última modificação: 29/07/2014 09h16
Divulgação/Ministério da Saúde Grupo de profissionais do Mais Médicos desembarcou em São Paulo para o módulo de acolhimento e avaliação

Grupo de profissionais do Mais Médicos desembarcou em São Paulo para o módulo de acolhimento e avaliação

Um grupo de médicos cubanos que vão ocupar as vagas ociosas da segunda etapa do Programa Mais Médicos chegou a São Paulo (SP) nesta segunda-feira (11). Os 150 profissionais desembarcaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos pela manhã. Outro grupo, com mais 150 cubanos, deve chegar ainda esta semana à capital, onde participam do módulo de acolhimento e avaliação sobre saúde pública e língua portuguesa.

Ao todo, três mil médicos provenientes de Cuba chegam ao país até o final desta semana. Além de São Paulo, outras quatro capitais recebem os profissionais: Brasília, que concentrará um grupo de 1.872 médicos; Vitória (ES), com 400; Fortaleza (CE), onde ficarão 236 profissionais; e Belo Horizonte, que reunirá um grupo de 192 médicos.

A aprovação na etapa de avaliação é condição para a emissão do registro profissional provisório pelo Ministério da Saúde, sem o qual os médicos estrangeiros não podem atuar no Brasil. Além das três semanas de curso nessas cinco capitais, os profissionais ficam em treinamento por uma semana nos estados onde vão atuar. Durante esse período, eles estudam as doenças mais comuns da região e conhecem a estrutura hospitalar e de emergência da rede pública. 

Em dezembro, esse novo grupo deverá ser encaminhado às cidades para atender a população. A distribuição dos médicos cubanos nos municípios segue critérios técnicos, dando igual prioridade às cidades em que é maior a parcela de pessoas dependente completamente do atendimento ofertado pelo SUS e àquelas com alto percentual da população em situação de pobreza, conforme classificação do IBGE.

Balanço

Com a chegada de mais três mil médicos cubanos, o programa chegará ao final de 2013 com mais de 6,6 mil profissionais atuando. O Mais Médicos, que hoje já atinge 12,6 milhões de brasileiros, vai impactar, já em seu primeiro ano, na assistência em saúde de mais de 22,9 milhões de pessoas. A meta do governo federal é atender a demanda por 13 mil médicos até o final de março de 2014. Uma nova etapa de seleção individual será aberta em dezembro.

Atualmente, 3.663 profissionais participam do programa, sendo 819 brasileiros e 2.844 estrangeiros. Esses médicos estão atendendo a população de 1.098 municípios e 19 distritos indígenas, a maioria deles no Norte e Nordeste do país. O Ministério da Saúde concedeu registro a 2.712 médicos estrangeiros participantes do programa nas últimas três semanas. Outros nomes serão publicados nesta semana.

Sobre o programa 

Lançado em 8 de julho pelo governo federal, o Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do SUS, com objetivo de acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde e ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país.

Os profissionais do programa recebem bolsa de R$ 10 mil por mês e ajuda de custo pagos pelo Ministério da Saúde. Os municípios ficam responsáveis por garantir alimentação e moradia aos selecionados. Como definido desde o lançamento, os brasileiros têm prioridade no preenchimento dos postos apontados e as vagas remanescentes são oferecidas aos estrangeiros.

Todos os profissionais cursam durante sua participação no Mais Médicos especialização em atenção básica, oferecida pela Universidade Aberta do SUS (Una-SUS), na modalidade de educação a distância. O acompanhamento das atividades acadêmicas desses médicos é feito por tutores e supervisores vinculados às universidades públicas que aderiram ao programa.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Cartilha orienta consumidores sobre prazos para atendimento por planos
Agência Nacional de Saúde Suplementar divulgou cartilha sobre prazos de atendimento a serem respeitados por planos de saúde
Acordo possibilitará estruturação financeira para a Santa Casa de São Paulo
Acordo irá liberar R$ 360 milhões para a reestruturação financeira da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
ANS regulamenta contratação online de planos de saúde
Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) cria regras que dão mais segurança ao consumidor que for contratar um plano de saúde pela internet
Agência Nacional de Saúde Suplementar divulgou cartilha sobre prazos de atendimento a serem respeitados por planos de saúde
Cartilha orienta consumidores sobre prazos para atendimento por planos
Acordo irá liberar R$ 360 milhões para a reestruturação financeira da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Acordo possibilitará estruturação financeira para a Santa Casa de São Paulo
Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) cria regras que dão mais segurança ao consumidor que for contratar um plano de saúde pela internet
ANS regulamenta contratação online de planos de saúde

Últimas imagens

Os remédios são voltados para artrite, doenças autoimunes, oncologia, crescimento e neutropenia
Os remédios são voltados para artrite, doenças autoimunes, oncologia, crescimento e neutropenia
Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Bronzeadores são sujeitos ao registro, já bronzeadores simulatórios e os ativadores de bronzeado são isentos
Bronzeadores são sujeitos ao registro, já bronzeadores simulatórios e os ativadores de bronzeado são isentos
Divulgação/Anvisa
Novos equipamentos representam redução de gastos e melhoria da gestão da saúde
Novos equipamentos representam redução de gastos e melhoria da gestão da saúde
Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde
A quantidade de Caps no País cresceu 1.479,7% entre 1998 (148) e 2016 (2.338)
A quantidade de Caps no País cresceu 1.479,7% entre 1998 (148) e 2016 (2.338)
Arquivo/EBC
Os dois nomes foram sabatinados e aprovados pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal (CAS)
Os dois nomes foram sabatinados e aprovados pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal (CAS)
Divulgação/EBC

Governo digital