Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 02 > Anvisa proíbe venda de quatro suplementos alimentares

Saúde

Anvisa proíbe venda de quatro suplementos alimentares

Vigilância Sanitária

Produtos apresentam componentes impróprios ou não se enquadram em nenhuma classificação. Proibição vale para todo o País
por Portal Brasil publicado: 17/02/2014 13h55 última modificação: 30/07/2014 03h23

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, no Diário Oficial da União, a suspensão, a partir desta segunda-feira (17), da distribuição e venda, em todo o território nacional, de quatro suplementos alimentares para atletas.

O primeiro deles, Alimento para Atletas da marca ISOFAST-MHP, fabricado por Maximum Human Performance Inc. e importado por Macroex Comercial Importadora e Exportadora Ltda, foi suspenso por apresentar BCAA (aminoácidos de cadeia ramificada) e por não se enquadrar em nenhuma das classificações previstas pela agência.

Já o Suplemento de Cafeína para atletas, marca ALERT 8-HOUR-MHP, fabricado por Maximum Human Performance Inc. e importado por Macroex Comercial Importadora e Exportadora Ltda, foi suspenso por conter taurina em sua composição.

O produto Carnivor, fabricado por MuscleMeds e distribuído por Nutrition Import Comércio Atacadista de Suplemento Ltda, foi suspenso por apresentar teores de vitamina B12 e B6 acima da ingestão diária recomendada e por apresentar as substâncias glutamina alfa-cetoglutarato (GKC), ornitina alfa-cetoglutarato (OKG), alfa-cetoisocaproato (KIC), que não foram avaliadas quanto à segurança de consumo como alimentos.

Por fim, o produto Probolic-SR-MHP, fabricado por Maximum Human Performance Inc. e importado por Commar Comércio Internacional Ltda, foi suspenso por não haver comprovação de segurança de uso.

Fonte: 

Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Hospital da UnB amplia áreas de atendimento após repasses federais
Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos para todos
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Hospital da UnB amplia áreas de atendimento após repasses federais
Hospital da UnB amplia áreas de atendimento após repasses federais
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos para todos

Últimas imagens

Para facilitar a pesquisa, a biblioteca disponibiliza um tutorial para a utilização das referências bibliográficas
Para facilitar a pesquisa, a biblioteca disponibiliza um tutorial para a utilização das referências bibliográficas
Divulgação/Blog da Saúde
As 1.173 vagas deste edital de reposição foram preenchidas por médicos com CRM Brasil
As 1.173 vagas deste edital de reposição foram preenchidas por médicos com CRM Brasil
Foto: Iano Andrade/Portal Brasil
Os testes rápidos também podem detectar dengue e chikungunya
Os testes rápidos também podem detectar dengue e chikungunya
Divulgação/EBC
Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares assinou pacto com outras 21 instituições de mobilização para combater o Aedes aegypti
Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares assinou pacto com outras 21 instituições de mobilização para combater o Aedes aegypti
Divulgação/EBC
Serão necessários outros estudos para analisar qual o tempo de sobrevivência do vírus após passar pelos sucos gástricos
Serão necessários outros estudos para analisar qual o tempo de sobrevivência do vírus após passar pelos sucos gástricos
Divulgação/EBc

Governo digital