Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 02 > Curso de atenção à saúde do recém-nascido abre inscrições

Saúde

Curso de atenção à saúde do recém-nascido abre inscrições

Capacitação

Alunos aprovados receberão certificado do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira
por Portal Brasil publicado: 18/02/2014 18h18 última modificação: 30/07/2014 03h23

Estão abertas as inscrições para a segunda edição do curso "Atenção à Saúde do Recém-Nascido de Risco: Superando Pontos Críticos". As aulas, voltadas para profissionais de saúde de todo o Brasil que atuam em unidades neonatais, são gratuitas e ministradas à distância, via internet.

Entre os tópicos abordados, estão controle de infecção, dor, oxigênio, nutrição, controle da temperatura, cuidado para o desenvolvimento, retinopatia da prematuridade: fatores de risco, prevenção e papel da equipe neonatal. Após a conclusão, os alunos aprovados receberão um certificado do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz).

O programa faz parte das estratégias de qualificação da Área Técnica de Saúde da Criança do Ministério da Saúde e é coordenado pelo Centro Colaborador de Prevenção à Cegueira Infantil da Organização Pan-americana de Saúde do IFF/ Fiocruz.

Os interessados têm até 16 de março para confirmar a participação. O curso começa no dia 21 de março e termina em 13 de junho. É preciso preencher o formulário para se inscrever.

Fonte: 

Fundação Oswaldo Cruz

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos para todos
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos contribui com importantes resultados na saúde da população brasileira
Renato Tasca, coordenador da Unidade Técnica Mais Médicos da OPAS/OMS, avalia o programa Mais Médicos: "Estou muito orgulhoso de estar apoiando o Brasil nessa tarefa desafiadora"
Médico aposentado que aderiu ao programa do governo federal resolve servir em comunidades carentes.
Mais Médicos: um serviço ao Brasil
Inscrito no programa do governo federal, médico aposentado defende utilidade do Mais Médicos.
Mais Médicos para todos
 Renato Tasca, coordenador da Unidade Técnica Mais Médicos da OPAS/OMS, avalia o programa Mais Médicos: "Estou muito orgulhoso de estar apoiando o Brasil nessa tarefa desafiadora"
Mais Médicos contribui com importantes resultados na saúde da população brasileira

Últimas imagens

Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), Sul (7) e o Norte(2)
Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), Sul (7) e o Norte(2)
Divulgação/Ministério da Saúde
Cadastro vai possibilitar a criação de políticas para ampliação do número de médicos especialistas, como pediatras
Cadastro vai possibilitar a criação de políticas para ampliação do número de médicos especialistas, como pediatras
Vila Velha-ES
Em 87,1% dos municípios havia atendimento de emergência (24 horas)
Em 87,1% dos municípios havia atendimento de emergência (24 horas)
Divulgação/Governo de SP
Ministro Arthur Chioro assinou um termo de compromisso para o enfrentamento da Hanseníase com 141 municípios matogrossense
Ministro Arthur Chioro assinou um termo de compromisso para o enfrentamento da Hanseníase com 141 municípios matogrossense
Rondon Vellozo/Ascom-MS
Vacina é segura e protege contra a paralisia infantil, que pode levar a morte ou deixar sequelas para o resto da vida
Vacina é segura e protege contra a paralisia infantil, que pode levar a morte ou deixar sequelas para o resto da vida
Gabriel Rosa/SMCS

Governo digital