Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 02 > Campanha de carnaval de prevenção às DST e aids é lançada

Saúde

Campanha de carnaval de prevenção às DST e aids é lançada

Prevenção

Com o slogan “Se tem festa, festaço ou festinha, tem que ter camisinha”, a campanha visa o carnaval, Copa do Mundo e festas juninas
por Portal Brasil publicado: 25/02/2014 10h31 última modificação: 30/07/2014 03h23

Foi lançada nesta terça-feira (25) a Campanha de Carnaval de Prevenção às DST e aids, do Ministério da Saúde, que tem o slogan “Se tem festa, festaço ou festinha, tem que ter camisinha”. A campanha terá continuidade em outros grandes eventos neste ano, como festas juninas e Copa do Mundo. "A campanha trabalha com ideia da prevenção em todas as festividades que temos, durante o ano todo. É importante alertar a população não só para uso da camisinha, mas também para o diagnóstico precoce.", afirmou o ministro da Saúde.

A campanha, que tem como público alvo a população sexualmente ativa - dos 15 aos 49 anos -, será veiculada na TV, rádio, em anúncios em outdoor, cartazes e por meio da internet, a partir desta quarta-feira (26).
Estados e municípios vão receber 104 milhões de preservativos na primeira remessa desse ano. No ano passado, Ministério da Saúde distribuiu 610 milhões de preservativos e também distribuiu 4,7 milhões de testes rápidos e 4,1 milhões de testes tradicionais de HIV.

Doença silenciosa

O Ministério da Saúde estima que 150 mil brasileiros são portadores do vírus HIV e não tem conhecimento de sua condição. "Se a pessoa sabe da infecção, ela já começa o tratamento imediatamente, melhorando sua qualidade de vida. Quanto mais cedo começa, a chance de transmissão se reduz muito", afirmou o Secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.

Só neste ano, serão investidos R$ 1,2 bilhão para combater à aids e demais DSTs, sendo R$ 770 milhões em medicamentos. São 518 Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) por todo o País, com mais de 8 milhões de testes feitos em 2013, que é realizado em apenas 30 minutos.

O Brasil é o primeiro no mundo a oferecer o tratamento, logo após a descoberta do vírus no teste rápido.

Fonte: 

Portal Brasil

Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Saúde, AIDS

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Porque gestantes devem tomar a vacina da gripe
A médica Silândia Amaral Freitas explica porque as gestantes não devem deixar de tomar a dose da vacina
Fórum Global Alusivo ao Dia Mundial de Doação de Leite
Governo lança conteúdo em espanhol para profissionais de saúde sobre o amamentação de bebês nascidos com microcefalia
Governo e Cartoon Network convocam crianças a combater o Aedes
Crianças são convocadas, como super-heróis, para combater o mosquito responsável por transmitir dengue, chikungunya e zika
A médica Silândia Amaral Freitas explica porque as gestantes não devem deixar de tomar a dose da vacina
Porque gestantes devem tomar a vacina da gripe
Governo lança conteúdo em espanhol para profissionais de saúde sobre o amamentação de bebês nascidos com microcefalia
Fórum Global Alusivo ao Dia Mundial de Doação de Leite
Crianças são convocadas, como super-heróis, para combater o mosquito responsável por transmitir dengue, chikungunya e zika
Governo e Cartoon Network convocam crianças a combater o Aedes

Últimas imagens

A ação é também preventiva para os jogos olímpicos e paralímpicos, que acontecerão no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Manaus
A ação é também preventiva para os jogos olímpicos e paralímpicos, que acontecerão no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Manaus
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Todos os exames de diagnósticos da rede pública de saúde devem ser aprovados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade (INCQS)
Todos os exames de diagnósticos da rede pública de saúde devem ser aprovados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade (INCQS)
Foto: Sayonara Moreno/Agência Brasil
O Ministério da Saúde habilitou a Santa Casa em atendimento oncológico no último dia 13 de abril
O Ministério da Saúde habilitou a Santa Casa em atendimento oncológico no último dia 13 de abril
Foto: Mateus Pereira/Agência Brasil
A previsão do governo é de que o protocolo clínico seja publicado em até 180 dias
A previsão do governo é de que o protocolo clínico seja publicado em até 180 dias
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Governo digital