Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 06 > Restaurantes e lanchonetes receberão selos de categorização

Saúde

Restaurantes e lanchonetes receberão selos de categorização

Vigilância Sanitária

Locais são classificados com base em critérios que avaliam aspectos higiênicos de maior impacto para saúde de consumidores
por Portal Brasil publicado: 05/06/2014 11h40 última modificação: 30/07/2014 03h18
Divulgação/Ministério da Saúde Ministro da Saúde mostra à imprensa o selo da Categorização dos Restaurantes

Ministro da Saúde mostra à imprensa o selo da Categorização dos Restaurantes

O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, e o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Barbano, anunciaram, nesta quinta-feira (5), em Brasília (DF), as notas finais dos bares, restaurantes e lanchonetes que participaram do projeto da Categorização dos Serviços de Alimentação. Ao todo, são 2.172 estabelecimentos em 26 cidades e 11 aeroportos aderiram ao projeto.

Neste segundo ciclo, 38% dos serviços de alimentação possuem padrão sanitário considerado ideal. Em 2013, os estabelecimentos de categoria A eram 16% e neste ano 38%; Categoria B passou de 40% para 41%; Já a C foi de 25% para 15%, demonstrando que melhorias foram conquistadas.

“Essa oportunidade de começar pelas cidades-sede, mas já poder ampliar para outros municípios, faz um processo de qualificação da vigilância aos estabelecimentos de maneira diferente, com material educativo, por meio de um fator de indução. Em agosto, faremos uma reavaliação geral, qualitativa, levando para todo o País”, disse o ministro Chioro.

O projeto visa estimular melhorias nas práticas sanitárias dos estabelecimentos. Os locais são classificados com base em critérios que avaliam os aspectos higiênico-sanitários de maior impacto para a saúde dos consumidores e podem ser classificados em três categorias: A, B e C. Em estabelecimentos da Categoria A, foi confirmada a presença de responsável técnico, sem falhas, assim como manual de boas práticas. Na B, há falhas de baixo e médio impacto. Já na Categoria C, há maior quantidade de falhas, mas todas estão no limite aceitável pela Vigilância Sanitária.

A proposta brasileira baseia-se em experiência semelhante de cidades como Los Angeles, Nova Iorque e Londres.

Selos

Após o segundo ciclo de inspeção, os selos começarão a ser fixados nos estabelecimentos. “A ação é uma ferramenta transparente e faz com que o usuário possa acompanhar e compreender que os cuidados na manipulação do alimento vão além do uso da máscara e da luva, pois ele sabe todos os critérios de avaliação”, afirma Dirceu.

O projeto também permite que as cidades possam agir mais estrategicamente, focando suas ações nos estabelecimentos com maior número de inconformidades. 

O projeto inclui 11 cidades-sede da Copa 2014 e mais 15 municípios que aderiram ao projeto. Além disso, também inclui os aeroportos das cidades que receberão a Copa, já que nestes locais a fiscalização é feita diretamente pela Anvisa. A exceção é o aeroporto de Manaus (AM) e o município de Salvador (BA) que não aderiu.

Fonte:

Portal Brasil

Ministério da Saúde

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital