Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 08 > NutriSUS incorpora suplemento alimentar infantil em pó

Saúde

NutriSUS incorpora suplemento alimentar infantil em pó

Creches públicas

Medida reforça alimentação nos primeiros anos de vida com adição direta de vitaminas e minerais em pó aos alimentos
por Portal Brasil publicado: 14/08/2014 08h25 última modificação: 14/08/2014 08h25
Divulgação/Prefeitura de Caldas Novas Refeições para crianças de 6 meses a 3 anos e 11 meses terão suplemento

Refeições para crianças de 6 meses a 3 anos e 11 meses terão suplemento

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde publicou portaria no Diário Oficial da União desta quinta-feira (14), a decisão de incorporar o suplemento alimentar em pó com múltiplos micronutrientes para fortificação da alimentação infantil no âmbito do Programa NutriSUS.

O relatório de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) sobre essa tecnologia será disponibilizado no site do Ministério.

NutriSUS

A estratégia NutriSUS é uma estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes, que consiste na adição direta de vitaminas e minerais em pó aos alimentos. A intenção é potencializar o pleno desenvolvimento infantil e a prevenção e o controle das deficiências nutricionais na infância, em especial, a anemia por deficiência de ferro.

Segundo o Ministério da Saúde, o ferro é um dos micronutrientes de maior dificuldade de se atingir as recomendações dietéticas apenas pela alimentação, principalmente pelas crianças, por conta do pequeno volume ingerido. Este fortalecimento da alimentação será oferecido às crianças de 6 meses a 3 anos e 11 meses nas creches públicas do País.

Fonte:
Portal Brasil, com informações da Imprensa Nacional e do Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Aplicativo registra e acompanha as ações de combate ao Aedes aegypti
Aplicativo para celular permite a identificação das larvas do Aedes aegypti e registra as ações de combate ao mosquito nos prédios públicos. O sistema já registrou cerca de 1.500 focos em 1.481 vistorias
Atenção Básica recebe investimento de R$ 1,7 bilhão
Mais de mil municípios serão beneficiados, garantindo maior assistência à população
Transporte aéreo de órgãos para transplantes aumenta 35% em 2017
No primeiro trimestre de 2017, foram transportados 330 órgãos, 818 tecidos e 606 outros itens para transplantes - um aumento de 35% em relação ao primeiro trimestre do ano passado
Aplicativo para celular permite a identificação das larvas do Aedes aegypti e registra as ações de combate ao mosquito nos prédios públicos. O sistema já registrou cerca de 1.500 focos em 1.481 vistorias
Aplicativo registra e acompanha as ações de combate ao Aedes aegypti
Mais de mil municípios serão beneficiados, garantindo maior assistência à população
Atenção Básica recebe investimento de R$ 1,7 bilhão
No primeiro trimestre de 2017, foram transportados 330 órgãos, 818 tecidos e 606 outros itens para transplantes - um aumento de 35% em relação ao primeiro trimestre do ano passado
Transporte aéreo de órgãos para transplantes aumenta 35% em 2017

Últimas imagens

Organização alertou ainda que o comércio ilegal de tabaco está agravando o tabagismo
Organização alertou ainda que o comércio ilegal de tabaco está agravando o tabagismo
Arquivo/USP Imagens
Os preservativos são distribuídas pelo SUS gratuitamente em todo o País
Os preservativos são distribuídas pelo SUS gratuitamente em todo o País
Divulgação/Ministério da Saúde
O Soliqua é indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 para melhorar o controle glicêmico
O Soliqua é indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 para melhorar o controle glicêmico
Antonio Cruz/Agência Brasil
Ferramenta reduz custos, pois dá ao médico acesso ao histórico do paciente e evita exames ou consultas repetidas
Ferramenta reduz custos, pois dá ao médico acesso ao histórico do paciente e evita exames ou consultas repetidas
Foto: rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Em 2017, até o momento, a Santa Casa de Colombo registrou cerca de 9,3 mil procedimentos
Em 2017, até o momento, a Santa Casa de Colombo registrou cerca de 9,3 mil procedimentos
João Senechal/Prefeitura de Colombo (PR)

Governo digital