Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 10 > Conselho da Opas aprova ações para acesso universal à saúde

Saúde

Conselho da Opas aprova ações para acesso universal à saúde

Gestão em Saúde

Representantes dos países das Américas também aprovaram planos para o acesso universal ao sangue seguro e a prevenção da obesidade
por Portal Brasil publicado: 07/10/2014 11h26 última modificação: 07/10/2014 11h26

Representantes dos ministérios da Saúde dos países das Américas definiram uma série de ações para avançar na garantia do acesso e da cobertura universal à saúde. As medidas abrangem temas como: prioridade para grupos em situação vulnerável, melhoria da atenção primária e da organização, gestão e eficiência dos serviços de saúde.

As estratégias foram aprovadas no 53º Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), realizado na última semana, em Washington, nos Estados Unidos.

Após intenso debate, o Brasil garantiu como elementos fundamentais da proposta regional o acesso universal e a ideia de saúde como direito,  premissas e valores do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Enfatizamos a importância do fortalecimento dos sistemas de saúde e da governança do setor com base nos princípios da integralidade e equidade, a fim de que possamos fazer frente aos desafios nacionais e globais”, explica o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, que chefiou a delegação brasileira. 

Para o secretário, a aprovação dessas ações foi um grande desafio, considerando que os países do continente americano apresentam diferenças significativas na estruturação dos seus sistemas de saúde.

“O Brasil defendeu que este debate fosse diretamente orientado e vinculado às garantias de acesso universal aos serviços de prevenção, promoção, tratamento, reabilitação, e de acesso a medicamentos seguros, acessíveis, eficazes e de qualidade”, finalizou Barbosa. 

Transfusões e obesidade

Os gestores de saúde dos países das Américas aprovaram também o Plano de Ação para o Acesso Universal ao Sangue Seguro 2014-2019, com o objetivo de garantir o acesso universal às transfusões de sangue e hemocomponentes seguros, um serviço essencial de saúde capaz de contribuir para salvar milhões de vidas e para melhorar a saúde das pessoas.

O objetivo é que os países utilizem o documento como referência na elaboração de seus planos e estratégias nacionais, adaptando-o às suas necessidades. 

Nesta área, o Brasil aparece como um país com excelentes práticas em serviços hemoterápicos, gestão da qualidade, vigilância sanitária e hemovigilância.

Além disso, a Fundação Pró-Sangue de São Paulo é um centro colaborador da OMS/OPAS, referência para o controle de qualidade das provas sorológicas no banco de sangue.

Também foi aprovado no encontro o Plano de Ação para Prevenção da Obesidade em Crianças e Adolescentes. O documento atesta que a obesidade em crianças e adolescentes alcançou proporções epidêmicas nas Américas e fornece aos Estados-membros as principais áreas de ação estratégica para intervenções integrais de saúde pública com o objetivo de conter a progressão desta epidemia.

Fonte:
Agência Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Supercomputadores irão garantir qualidade a atendimentos do SUS
Equipamentos vão ampliar em até 10 vezes armazenamento de dados e melhorar controle de qualidade dos serviços públicos de saúde
Governo investe R$ 443 milhões na fabricação de medicamentos biológicos
Por meio de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PPD), remédios serão produzidos por laboratórios públicos e empresas privadas
Cartilha orienta consumidores sobre prazos para atendimento por planos
Agência Nacional de Saúde Suplementar divulgou cartilha sobre prazos de atendimento a serem respeitados por planos de saúde
Equipamentos vão ampliar em até 10 vezes armazenamento de dados e melhorar controle de qualidade dos serviços públicos de saúde
Supercomputadores irão garantir qualidade a atendimentos do SUS
Por meio de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PPD), remédios serão produzidos por laboratórios públicos e empresas privadas
Governo investe R$ 443 milhões na fabricação de medicamentos biológicos
Agência Nacional de Saúde Suplementar divulgou cartilha sobre prazos de atendimento a serem respeitados por planos de saúde
Cartilha orienta consumidores sobre prazos para atendimento por planos

Últimas imagens

A previsão é beneficiar 484 mil gestantes do programa Bolsa Família
A previsão é beneficiar 484 mil gestantes do programa Bolsa Família
Divulgação/Governo do Espírito Santo
Os 69 planos de saúde suspensos somam cerca de 692 mil beneficiários
Os 69 planos de saúde suspensos somam cerca de 692 mil beneficiários
Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Os remédios são voltados para artrite, doenças autoimunes, oncologia, crescimento e neutropenia
Os remédios são voltados para artrite, doenças autoimunes, oncologia, crescimento e neutropenia
Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Bronzeadores são sujeitos ao registro, já bronzeadores simulatórios e os ativadores de bronzeado são isentos
Bronzeadores são sujeitos ao registro, já bronzeadores simulatórios e os ativadores de bronzeado são isentos
Divulgação/Anvisa
Novos equipamentos representam redução de gastos e melhoria da gestão da saúde
Novos equipamentos representam redução de gastos e melhoria da gestão da saúde
Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde

Governo digital