Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2014 > 10 > UNA-SUS lança curso de Hanseníase na Atenção Básica

Saúde

UNA-SUS lança curso de Hanseníase na Atenção Básica

Capacitação

Objetivo é preparar profissionais para atuarem no controle da transmissão e diminuir danos causadas pela doença
publicado: 29/10/2014 14h13 última modificação: 30/10/2014 11h48

A Secretaria Executiva da Universidade Aberta do SUS (SE/UNA-SUS) lança, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), o curso de Hanseníase na Atenção Básica. As inscrições estão abertas e o curso terá início em novembro.

O processo de lançamento do curso se iniciará durante a 14ª Mostra Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (EXPOEPI). O evento ocorre em Brasília, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, de 28 a 31 de outubro de 2014.

Na ocasião, a UNA-SUS vai integrar o stand da SVS, no qual público da mostra terá a oportunidade de testar seus conhecimentos com Quiz dos cursos de Dengue, Tuberculose, Influenza e Hanseníase. 

O curso Hanseníase na Atenção Básica tem como objetivo preparar os profissionais para atuarem no controle da transmissão da hanseníase e diminuir as incapacidades causadas pela doença. Nesse contexto, o conteúdo apresentado ressalta a importância do diagnóstico oportuno e do efetivo controle de contatos. Para tanto, são utilizados diversos recursos educacionais para promover o aprendizado.

Além dos casos clínicos e dos quizes - bastante utilizados nos cursos oferecidos pela UNA-SUS -, o curso conta com vídeo-aulas com explicações de especialistas no tema. Também foram produzidas dramatizações, que servem como vídeos de apoio às explicações das vídeo-aulas.

Dessa forma, os conteúdos de diferentes recursos interagem entre si, reforçando os conhecimentos do aluno. Além disso, são utilizados hipertextos, caixas de ajuda e glossário para aprofundar os conhecimentos de termos técnicos. 

“É importante ressaltar que a hanseníase pode ser controlada na Atenção Básica. Nesse sentido, o curso propõe soluções e ações factíveis para o cuidado nesse nível de atenção, com os recursos disponíveis”, afirma a designer educacional da SE/UNA-SUS, Bárbara Menezes. 

O curso é dividido em três unidades: vigilância; diagnóstico e acompanhamento da hanseníase na Atenção Básica. Os casos clínicos são transversais, abrangendo e integrando os três aspectos do controle da doença.

EXPOEPI

A Mostra foi criada em 2001 pelo então Centro Nacional de Epidemiologia (CENEPI). Desde 2003, é organizada pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e é direcionada a equipes de vigilância nos estados e municípios como uma estratégia para qualificar esses profissionais, que atuam em diversas frentes, como controle da malária, dengue, imunização, doenças crônicas não transmissíveis e investigação de surtos. 

Serviço

Hanseníase na Atenção Básica 

Inscrições: O período para inscrições está aberto a partir de 28 de outubro de 2014 até 20 de fevereiro de 2015. O curso será iniciado em novembro de 2014. 

Público-alvo: O curso é voltado para profissionais de saúde de nível superior que atuam na Atenção Básica em todo território nacional. 

Carga horária: 45 horas, porém o curso poderá ser concluído em menos tempo. 

Vagas: Serão disponibilizadas 5 mil vagas para profissionais de todo Brasil. 

Fonte:

UNA-SUS

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Vacinação contra a gripe
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Vacinação contra a gripe
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti

Últimas imagens

Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital