Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2016 > 02 > 50 mil militares visitarão casas na próxima semana para combater o Aedes aegypti

Saúde

50 mil militares visitarão casas na próxima semana para combater o Aedes aegypti

Enfrentamento

Ação marcada para a próxima semana integra ofensiva do Ministério da Defesa contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, com ações em 115 cidades
por Portal Brasil publicado: 11/02/2016 19h28 última modificação: 12/02/2016 17h59
Foto: Ministério da Defesa Trabalhos dos militares serão focados em cidades com maior incidência de dengue, zika e chikungunya

Trabalhos dos militares serão focados em cidades com maior incidência de dengue, zika e chikungunya

Cerca de 50 mil homens e mulheres da Aeronáutica, Exército e Marinha concluíram o treinamento de combate em campo ao Aedes aegypti e estarão nas ruas do País já na próxima semana para combater o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Entre a segunda-feira (15) e a quinta-feira (18), esse efetivo vai atuar em 115 cidades onde há maior incidência de casos das doenças transmitidas pelo mosquito.

“Estamos há mais de três semanas preparando esses mais de 50 mil homens para irem às ruas. Eles vão entrar nas casas com o consentimento dos moradores. E não só nas casas, como nos estabelecimentos também”, disse, nesta quinta-feira (11), o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante-de-esquadra Ademir Sobrinho.

De acordo com o almirante, o treinamento está alinhado a pedidos de apoio das secretarias de saúde para o combate a focos de proliferação do mosquito. “Hoje temos 3,3 mil homens em operação em 17 Estados e no Distrito Federal”, disse. O uso das tropas no combate ao Aedes aegypti é parte de um conjunto de ações contra o mosquito desenvolvido pelo Ministério da Defesa.

Antes disso, haverá uma ampla ação nacional de conscientização sobre a importância de combater o mosquito. No próximo sábado (13), 220 mil homens e mulheres das Forças Armadas estarão presentes em 350 cidades como parte de uma mobilização nacional de informação. A campanha terá a participação de ministros e da presidenta Dilma Rousseff, em agendas nos 26 Estados e no Distrito Federal.

Tensão positiva

O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, destacou que a participação das Forças Armadas é necessária para criar uma “tensão positiva" contra o Aedes. “Nossa ideia não é criar pânico, não é criar pavor, não é intimidar as pessoas. É criar certa tensão. Tensionar é dizer que vivemos uma situação que não é ordinariamente normal”, afirmou.

Na avaliação do ministro, a credibilidade das Forças Armadas junto à população é um elemento importante no combate ao mosquito. “Nós sabemos que, em outros momentos, essa mobilização surtiu efeito”, observou.

Os militares também visitarão escolas públicas de todo o País, entre os dias 19 de fevereiro e 4 de março, com o objetivo de informar os estudantes sobre cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti.

As ações envolvendo as Forças Armadas compõem o orçamento de R$ 136 milhões destinado pela Defesa para combater o mosquito. “Se isso não for suficiente, nós vamos contar com outros recursos para o prosseguimento das nossas ações”, disse Rebelo.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Defesa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital