Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2016 > 02 > Brasil e EUA vão desenvolver teste de zika para doadores de sangue

Saúde

Brasil e EUA vão desenvolver teste de zika para doadores de sangue

Enfrentamento

Ainda não há prazo definido para que o teste esteja disponível nos hemocentros, mas a ideia é que isso ocorra no menor prazo possível
por Portal Brasil publicado: 19/02/2016 19h39 última modificação: 24/02/2016 14h37

Os bancos de sangue vão passar a realizar o teste do zika vírus em seus potenciais doadores. A medida foi anunciada nesta sexta-feira (19) pelo ministro da Saúde, Marcelo Castro. O exame, que será desenvolvido em parceria com autoridades dos Estados Unidos, será semelhante ao que já é feito para detectar hepatite B e C e HIV.

Ainda não há prazo definido para que o teste esteja disponível nos hemocentros, mas a ideia é que isso ocorra no menor prazo possível.

"Grande parte das pessoas que têm o zika vírus não sabe que está com a doença, porque ela, em grande parte, é assintomática. E essa pessoa poderia doar sangue e contaminar uma outra pessoa inadvertidamente. Então esse teste vem trazer mais segurança aos nossos bancos de sangue", justificou Castro.

Ainda segundo o ministro, o teste não foi criado antes pois o zika chegou há pouco tempo no Brasil e, portanto, não oferecia risco para a população brasileira.

A cooperação entre os países também vai criar um protocolo entre a Food and Drug Administration (FDA) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, permitindo que processos sejam desburocratizados, dando maior rapidez para que os cientistas possam atuar na descoberta de vacinas e tratamentos contra o zika.

Fonte: Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Saúde

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital