Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2016 > 02 > Mutirão reforça o combate ao Aedes até a próxima quinta-feira

Saúde

Mutirão reforça o combate ao Aedes até a próxima quinta-feira

Prevenção

A ação começou, nesta segunda-feira, com a participação de 55 mil militares e seguirá, até quinta-feira, em 270 municípios
publicado: 15/02/2016 19h45 última modificação: 16/02/2016 10h08
Ministério da Saúde Integrantes das Forças Armadas participam das equipes de combate ao vetor, que já contam com mais de 310 mil agentes comunitários de saúde e de controle de endemias

Integrantes das Forças Armadas participam das equipes de combate ao vetor, que já contam com mais de 310 mil agentes comunitários de saúde e de controle de endemias

A partir desta segunda-feira (15) e até a próxima quinta-feira (18), cerca de 55 mil militares das Forças Armadas se unem aos mais de 46 mil agentes comunitários de saúde e 266 mil agentes comunitários de saúde na terceira etapa da mobilização nacional para combate ao Aedes aeqypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika. Eles percorrerão 270 municípios em busca de criadouros do vetor e para a eliminação de possíveis focos.

Sob a coordenação do Ministério da Saúde, a nova ação conta com a participação de militares treinados e capacitados. Além de identificar os focos do mosquito, com orientações sobre medidas preventivas, a equipe também irá trabalhar na aplicação de inseticidas e larvicidas, quando necessário. O mutirão terá apoio das secretarias Estaduais e municipais na coordenação dos trabalhos. Nessa fase, os profissionais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica darão apoio aos agentes de saúde percorrendo as cidades endêmicas.

“A ação do dia 13 contou com a participação dos governos federal, Estaduais e municipais, todos unidos e com a compreensão de que o enfrentamento ao mosquito é uma causa nacional, que cabe a todos os gestores do País e a toda sociedade. Foi um dia muito importante que mostrou identidade e unidade de todo o País”, avaliou o ministro da Saúde, Marcelo Castro, que alertou, ainda, sobre a necessidade permanente da sociedade continuar com os cuidados ao combate ao Aedes.

Na próxima sexta-feira (19), será iniciada a quarta etapa da ação. Os militares vão visitar estabelecimentos de ensino, sob a coordenação do Ministério da Educação, para orientar alunos sobre as medidas preventivas. Essa ação vai ocorrer até o dia 4 de março.

Visitas

Além dos mutirões, as equipes atuam nas visitas de imóveis domiciliares, comerciais, públicos e industriais. Até a última quinta-feira (11), 23,8 milhões de imóveis foram percorridos na busca por possíveis criadouros do Aedes. Esse total representa 35,6% do total de 67 milhões de imóveis estimados em todo o País. Essa ação já teve a presença das equipes em 4.251 municípios dos 5.570 definidos para serem vistoriados por agentes e militares.

Organização

A organização das iniciativas de enfrentamento ao mosquito é coordenada pelo governo federal, por meio da Sala Nacional de Coordenação e Controle do Aedes aegypti e para o Enfrentamento à Microcefalia. Instituída para gerenciar e monitorar a intensificação das ações de mobilização e combate ao mosquito, a Sala faz parte do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, em resposta à declaração Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Obesidade atinge 1 em cada 5 brasileiros, revela pesquisa
Mais da metade da população está com peso acima do recomendado e quase um quinto dos brasileiros está obeso. Os dados são do Ministério da Saúde
Concurso elege melhores receitas voltadas à alimentação escolar
A qualidade da merenda escolar influencia diretamente na aprendizagem em sala de aula. Diante disso, um concurso está incentivando merendeiras a fazerem receitas mais saudáveis e gostosas para os alunos
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Mais da metade da população está com peso acima do recomendado e quase um quinto dos brasileiros está obeso. Os dados são do Ministério da Saúde
Obesidade atinge 1 em cada 5 brasileiros, revela pesquisa
A qualidade da merenda escolar  influencia diretamente na aprendizagem em sala de aula. Diante disso, um concurso está incentivando merendeiras a fazerem receitas mais saudáveis e gostosas para os alunos
Concurso elege melhores receitas voltadas à alimentação escolar

Últimas imagens

Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Cerca de 2,3 milhões de professores em todo o País poderão se vacinar contra a gripe nos dias 2 e 3 de maio
Cerca de 2,3 milhões de professores em todo o País poderão se vacinar contra a gripe nos dias 2 e 3 de maio
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital