Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2016 > 03 > Caixa realiza mutirão nas agências contra o Aedes aegypti

Saúde

Caixa realiza mutirão nas agências contra o Aedes aegypti

Prevenção

Miriam Belchior acompanhou a ação de conscientização de crianças e empregados do banco em Brasília
por Portal Brasil publicado: 11/03/2016 17h20 última modificação: 14/03/2016 14h40
Foto: Rodrigo de Oliveira O objetivo da campanha do governo é inspecionar e eliminar possíveis focos do mosquito em todos os prédios públicos do País

O objetivo da campanha do governo é inspecionar e eliminar possíveis focos do mosquito em todos os prédios públicos do País

A Caixa participou, nesta sexta-feira (11), da ação de Mobilização e Combate ao Aedes aegypti promovida pelo governo federal. A presidenta da Caixa, Miriam Belchior, acompanhou o trabalho dos empregados do banco em Brasília. “A gente sabe que 80% dos mosquitos estão nas casas das pessoas e no lugar onde elas trabalham. A Caixa está fazendo seu trabalho assim como todo o governo federal”, disse.

O banco organizou um mutirão de limpeza de 223 agências de cidades escolhidas de acordo com o número de ocorrência de casos de dengue na população. Na capital federal, Miriam Belchior, passou informações sobre o combate ao zika para crianças da Escola Mônica de Fátima, de Valparaíso de Goiás, que participavam do projeto Gente Arteira da Caixa Cultural.

De acordo com a professora Simone de Oliveira, a escola tem atuado na conscientização das crianças sobre o perigo da dengue e de todas as outras doenças que o mosquito tem causado. “Pedimos às crianças para conscientizar os pais porque elas têm o poder de sensibilizar a família. Por meio delas, temos um bom resultado, porque elas sabem do perigo e se tornam fiscais”, afirmou.

O objetivo da campanha do governo federal, que integra o eixo de mobilização do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, é inspecionar e eliminar possíveis focos do mosquito em todos os prédios públicos do País.

Em apoio à campanha, a Caixa tem feito, a cada dia, a limpeza minuciosa de 50 agências em todo o Brasil. Além disso, o banco já capacitou 96.712 empregados e vistoriou 3.824 instalações. A previsão é que, até abril, todas as unidades tenham sido inspecionadas, garantindo que não haja acúmulo de água nas unidades do banco.

Conscientização da população

Mensagens de conscientização da campanha contra o zika estão sendo disponibilizadas nos extratos bancários dos clientes, além da inclusão de materiais informativos nas redes sociais, site e no jornal institucional do banco.

No aplicativo do Bolsa Família, também estão disponibilizadas mensagens com orientações sobre como evitar as doenças causadas pelo Aedes aegypti. “Se cada um de nós fizer a sua parte em casa e no lugar onde trabalha, nós vamos vencer essa batalha”, afirmou Miriam Belchior.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Caixa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital