Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2016 > 08 > Anvisa proíbe circulação de lote de descongestionante nasal e achocolatado

Saúde

Anvisa proíbe circulação de lote de descongestionante nasal e achocolatado

Regulação

A interdição do medicamento e da bebida foi publicada nesta segunda-feira (29) e abrange um lote de cada produto.
por Portal Brasil publicado: 29/08/2016 16h12 última modificação: 29/08/2016 16h12
Foto: William Brawley/Creative Commons Anvisa categorizou a queixa que tira de circulação o lote do medicamento como de baixo risco à saúde

Anvisa categorizou a queixa que tira de circulação o lote do medicamento como de baixo risco à saúde

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, por meio de texto no Diário Oficial da União desta segunda-feira (29), a proibição de um lote do descongestionante nasal Nasolive e da bebida láctea da marca Itambezinho.

A proibição do lote CN16E001 A (Val. 05/2018) do medicamento Nasolive decorre de uma queixa técnica que identificou um corpo estranho em um frasco fechado do medicamento.

O remédio, com fórmula solução de Cloreto de Sódio 0,9mg/mL + Cloreto de Benzalcônio 0,1mg/mL, é  fabricado pela empresa Farmace Indústria Químico e entra na categoria de baixo risco à saúde.

Achocolatado

No caso do Itambezinho, a Anvisa determinou a interdição cautelar do lote 21:18 (val. 21/11/2016) da bebida láctea UHT sabor chocolate, 200ml. O achocolatado é fabricado por Itambé Alimentos e foi também interditado em todo o território nacional.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anvisa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Saúde

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela

Governo digital