Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2016 > 08 > Governo libera R$ 5,6 milhões para Hospital do Trabalhador

Saúde

Governo libera R$ 5,6 milhões para Hospital do Trabalhador

Reformas

Recurso vai financiar obra de ampliação do Anexo Mulher em unidade de Curitiba, que terá 302 leitos
por Portal Brasil publicado: 30/08/2016 09h36 última modificação: 30/08/2016 10h40

O Ministério da Saúde vai repassar R$ 5,6 milhões  para as obras de reforma e ampliação do Anexo Mulher, do Hospital do Trabalhador, em Curitiba, no Paraná. O investimento permitirá que a unidade amplie a capacidade de 222 para 302 leitos. O valor total da obra é de R$ 13,5 milhões. 

A nova ala vai ocupar uma área de quatro mil metros quadrados e abrigará a maternidade, ginecologia e obstetrícia, terapia intensiva pediátrica e neonatal, terapia intensiva adulta feminina, enfermarias, leitos de internação e outros serviços voltados à saúde da mulher.

De acordo com a direção da unidade, será possível acompanhar todo o clico da gravidez, do pré-natal ao parto. “O hospital já é referência em traumatologia e, ao finalizar a nova construção, tenho certeza que terá excelência e qualidade no atendimento à saúde da mulher”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O hospital presta atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a pacientes de Curitiba e outros 18 municípios, totalizando 2,4 milhões de pessoas. O repasse será liberado pela Caixa Econômica Federal de acordo com o andamento da obra. A previsão da direção do hospital é concluir o Anexo da Mulher em setembro de 2017.

Capacidade

A edificação terá três pavimentos, com área total de 4 mil metros quadrados, e 80 leitos, dos quais 30 serão de UTI, 10 deles exclusivamente femininos e 20 neopediátricos, além de dois centros cirúrgicos.

Em média, o Hospital do Trabalhador realiza cerca de 175 partos, 80 cesáreas e mais de 1,6 mil atendimentos obstétricos ao mês. Entre outras especialidades oferecidas estão: ortopedia e traumatologia, cirurgia geral, plástica, otorrinolaringologia, obstetrícia, pediatria e atenção às pessoas em situação de violência sexual.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela

Governo digital