Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 05 > Anvisa registra primeira insulina biossimilar do País

Saúde

Anvisa registra primeira insulina biossimilar do País

Tratamento

Novo tratamento é uma alternativa voltada para pessoas com diabetes do tipo 1 e 2
por Portal Brasil publicado: 18/05/2017 11h28 última modificação: 22/05/2017 20h54
Divulgação/Prefeitura de Nova Odessa O registro de biossimilares no Brasil é regulamentado pela resolução RDC 55/2010

O registro de biossimilares no Brasil é regulamentado pela resolução RDC 55/2010

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) registrou a primeira insulina biossimilar do Brasil. Denominado Basaglar, o produto é uma insulina análoga de longa duração administrada por injeção subcutânea. A decisão foi divulgada pela agência na terça-feira (17).

O novo tratamento é uma alternativa voltada para as pessoas com diabetes do tipo 1 e 2. De acordo com a Anvisa, o biossimilar é uma cópia de um medicamento biológico de referência.  

Apesar disso, o termo “genérico” não pode ser utilizado, pois as características desse tipo de produto impedem que o produto final seja idêntico ao medicamento biológico, que serve de comparação. 

Durante a avaliação da insulina biossimilar Basaglar, foram analisadas todas as etapas de registro, análise da tecnologia farmacêutica do produto, a eficácia e segurança. O medicamento também passou por um teste para comprovar que é um biossimilar do medicamento de comparação, o Lantus (insulina glargina). 

Indicação do Basaglar 

O medicamento biossimilar teve indicação aprovada para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 em adultos e tratamento de diabetes mellitus tipo 1 em adultos, além de crianças com 2 anos de idade ou mais. O registro de biossimilares no Brasil é regulamentado pela resolução RDC 55/2010

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anvisa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para  a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para   municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças

Últimas imagens

Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital