Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 07 > Emissão de certificado de vacinação será mais rigorosa

Saúde

Emissão de certificado de vacinação será mais rigorosa

Prevenção

Anvisa vai priorizar liberação de documento que comprova imunização contra febre amarela para pessoas com viagem marcada
por Portal Brasil publicado: 10/07/2017 17h38 última modificação: 10/07/2017 17h38

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) só vai emitir Certificados Internacionais de Vacinação e Profilaxia para quem comprovar que está com viagem marcada para países que exigem o documento.

A medida entra em vigor na próxima segunda-feira (17). A ideia é agilizar o atendimento para os cidadãos que realmente precisam do serviço. O certificado comprova a imunização contra febre amarela.

A lista de destinos que exigem a documentação está disponível na página da Anvisa. Quem já tem o certificado não precisa trocá-lo ou renová-lo. Aqueles que já foram vacinados mas não têm o certificado precisam apenas agendar um horário em um posto de emissão do documento e apresentar o cartão nacional de vacinação com os dados da vacina.

A emissão do certificado é gratuita e feita em Centros de Orientação para a Saúde do Viajante, que ficam em portos, aeroportos, nas fronteiras do País e em hospitais e postos específicos do Sistema Único de Saúde (SUS), mediante o cartão de vacinação. Já a vacina é aplicada em postos de saúde.

Nos últimos quatro meses, a demanda pela emissão do documento aumentou, de acordo com a Anvisa. Até abril, foram liberados 345.550 certificados, quantidade que se aproxima do total emitido ao longo de todo o ano passado: 377.884.

Para agilizar a emissão do certificado, os interessados podem realizar um pré-cadastro. Atualmente, o posto da Anvisa no Aeroporto Internacional do Galeão (RJ) é o único que solicita o agendamento prévio no sistema.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anvisa

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela

Últimas imagens

Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Arquivo/EBC

Governo digital