Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 09 > Brasil está livre do surto de febre amarela

Saúde

Brasil está livre do surto de febre amarela

Controle Epidemiológico

Último caso da doença foi registrado em junho, no Espírito Santo. Vacinação continua sendo ferramenta mais importante para prevenir surgimento de casos no próximo verão
por Portal Brasil publicado: 06/09/2017 15h09 última modificação: 10/09/2017 23h14

Sem novos casos confirmados de febre amarela desde junho, o Brasil está livre do surto da doença. Apesar do resultado do novo boletim epidemiológico sobre a situação da doença no País, o Ministério da Saúde recomenda que a vacinação contra a doença deve continuar para prevenir a transmissão.

“É necessário manter as ações de prevenção, como o controle de vetor, capacitação de profissionais de saúde e intensificação das ações de vigilância de epizootias”, afirmou o ministro Ricardo Barros.

Entre dezembro de 2016 e agosto deste ano, 777 casos foram confirmados e 261 pessoas morreram em decorrência da febre amarela. Para combater as transmissões, a pasta enviou aos estados 36,7 milhões de doses da vacina, tanto para a rotina de vacinação como para o reforço nos estados afetados pelo surto.

Para o diretor de vigilância das doenças transmissíveis do Ministério da Saúde, João Paulo Toledo, o fim da sazonalidade da doença e ações de vigilância contribuíram para fim do surto.

“Mas isso não significa que devemos encerrar as ações. A vacina está disponível para todos que moram ou viajam para as áreas com recomendação de vacinação”, explicou o diretor.

Além de intensificar a vacinação, foram liberados R$ 66,7 milhões aos estados para controlar o surto e reforçar a assistência. Entre as medidas adotadas estão o envio de profissionais da Força Nacional do SUS a Minas Gerais e equipes para investigação de campo no Espírito Santo e Minas Gerais.

Em 2018, a vacina para febre amarela será incluída no calendário de vacinação para crianças a partir dos nove meses.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Saúde, Vacinas