Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 11 > Procedimentos de cirurgias eletivas crescem 39,1% em 8 meses

Saúde

Procedimentos de cirurgias eletivas crescem 39,1% em 8 meses

Apoio Federal

Ministério da Saúde adotou fila única para todos os pacientes do País para acelerar realização das operações
publicado: 30/11/2017 20h58 última modificação: 01/12/2017 09h13

O acesso da população a procedimentos cirúrgicos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) está vez cada mais facilitado. De janeiro a setembro, a quantidade de operações eletivas saltou de 109,7 mil para 152,6 mil, o que corresponde a uma elevação de 39,1% .

Para ampliar os atendimentos, o Ministério da Saúde passou a organizar uma lista com as cirurgias marcadas de todo o País para identificar a demanda pelos procedimentos, em uma ação pioneira. Ao todo, R$ 41,6 milhões foram liberados para realização de mutirões para zerar a fila.

O cadastro unificado dos pacientes acelera o atendimento, na medida em que evita que sejam registrados para mais de um serviço, além de permitir que realizem o procedimento em outros hospitais que não apenas aquele em que requisitaram o atendimento.

A partir desse levantamento, o Ministério da Saúde constatou que 667 mil pacientes aguardam por cirurgias no País, sobretudo para operações no aparelho digestivo e nos olhos. Todos os meses, a pasta assegura repasses para atendimentos de média e alta complexidade.

Fonte: Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil