Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 12 > Atendimento nos Caps para usuários de drogas será ampliado

Saúde

Atendimento nos Caps para usuários de drogas será ampliado

Atenção Básica

Ministério da Saúde editou resolução para concentrar esforços na melhoria desse serviço e vetou aumento de leitos em hospitais psiquiátricos
publicado: 14/12/2017 18h21 última modificação: 14/12/2017 18h32

Para elevar a eficiência dos atendimentos aos pacientes da Rede de Saúde Mental, os serviços oferecidos nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) serão ampliados. Por outro lado, a abertura de novos leitos em hospitais psiquiátricos foi vetada. Assim, os esforços estarão voltados para o aprimoramento do sistema.

A medida foi aprovada por uma resolução do Ministério da Saúde. Um levantamento da pasta constatou que em 16% dos Caps não houve atendimentos, enquanto 80% das vagas em unidades hospitalares não eram utilizadas. Por isso, a ação vai direcionar os esforços para os serviços de maior demanda da rede.

Agora, os Caps passam a funcionar em regime de 24h para atendimentos multidisciplinares de emergência e urgência direcionados para o tratamento de usuários de drogas, sobretudo de crack, que passem por situações extremas.

Outra medida prevista é a formação de grupos de Assistência Multiprofissional de Média Complexidade em Saúde Mental, cujo cuidado está voltado para os atendimentos secundários a essa população. Desse modo, a pasta pretende articular os serviços de atenção básica.

Caps

Os Caps são espaços destinados ao atendimento a pacientes que sofrem de transtornos mentais. Um dos principais objetivos desses locais é proporcionar a reintegração dos pacientes na sociedade, a partir do tratamento médico e psicológico. Por isso, a reforma psiquiátrica privilegia esses centros ao invés das internações. Hoje, as unidades mais complexas funcionavam até as 21h. 

Além disso, como parte da reforma psiquiátrica, de 2002 a 2015, a quantidade de leitos em hospitais psiquiátricos caiu 51,3%, passando de 51.393 para 25.009. A medida está de acordo com a proposta da reforma.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil