Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 12 > Governo fortalece ações de combate ao Aedes aegypti em todo o País

Saúde

Governo fortalece ações de combate ao Aedes aegypti em todo o País

Mobilização

Serão feitos mutirões de limpeza, distribuição de material educativo, visitas domiciliares, entre outras atividades
publicado: 08/12/2017 12h00 última modificação: 29/12/2017 10h57

Apesar de sexta-feira ser o Dia Nacional de Combate ao Aedes, as atividades para eliminar o mosquito serão intensificadas durante a semana inteira. O objetivo é reforçar a conscientização sobre a importância de eliminar mosquito transmissor da dengue, Zika e chikungunya, especialmente antes da chegada do verão, período mais favorável à proliferação do mosquito transmissor.

Nesta sexta (8), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, participa da mobilização em Teresina (PI) e, no sábado (9), estará presente na ação que acontece em Campina Grande (PB). Em outros estados também ocorrem ações, que serão comandadas por ministros de Estado e outros representantes dos ministérios, além de autoridades dos governos locais, agentes de saúde e toda a população.

Atividades

Durante as ações, será feita distribuição de material educativo, além de visitas domiciliares, mutirões de limpeza, realizados pelos agentes de saúde, exposições educativas em escolas e outras ações voltadas para a comunidade local. 

O Ministério da Saúde tem garantido orçamento crescente aos estados e municípios. Os recursos para as ações de Vigilância em Saúde, incluindo o combate ao Aedes aegypti, cresceram 83% nos últimos anos, passando de R$ 924,1 milhões, em 2010, para R$ 1,7 bilhão, em 2016. Para 2017, a previsão é de que o orçamento de vigilância em saúde aos estados chegue a R$ 1,93 bilhão. Esse recurso é destinado à vigilância das doenças transmissíveis, entre elas dengue, zika e chikungunya. Desde o dia 24 de novembro, circula em todo o País a nova campanha publicitária de combate ao mosquito Aedes aegypti, que chama a atenção da população para os riscos das doenças transmitidas pelo vetor e convoca todos ao seu enfrentamento. 

Fonte: Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil