Você está aqui: Página Inicial > Turismo > 2012 > 04 > Confira as regras para compra de moeda estrangeira

Turismo

Confira as regras para compra de moeda estrangeira

Câmbio

Transações de compra e venda podem ser feitas por meio de agentes autorizados pelo Banco Central
por Portal Brasil publicado : 04/04/2012 18:46

Ao sair do Brasil, o turista precisa providenciar a compra da moeda estrangeira do país que será visitado. O viajante deve optar pelo dólar americano ou euro, que são aceitos em lojas de câmbio de todo o mundo. Para quem acaba de chegar de viagem, e tem sobras de dinheiro estrangeiro, também é possível solicitar a troca.

Todas as regras de compra e venda de moeda estrangeira são definidas pelo Banco Central e devem ser seguidas pelos agentes autorizados a operar no mercado de câmbio – confira lista de corretoras de câmbio, distribuidoras, bancos e agências de turismo. Para transações até US$ 3 mil o turista tem de apresentar carteira de identidade válida e seu número de CPF e o agente de câmbio deve registrar a operação no Sistema Integrado de Registro de Operações de Câmbio (Sistema Câmbio). Desde 2011, os correios e casas lotéricas têm autorização para realizar transações até este limite. Nem todas são obrigadas a fazer a troca, somente as que tiverem interesse.

Correspondentes cambiais podem fazer operações de até US$ 3 mil ou equivalente em outra moeda. Além do papel-moeda, o turista tem a opção de contratar o serviço de cartão de débito pré-pago nestes estabelecimentos. Quando o valor das transações ultrapassa US$ 3 mil, ou o equivalente em moeda estrangeira, é celebrado um contrato de câmbio em que é estabelecido as características e condições da operação. O documento é registrado no Sistema Câmbio. É obrigatório apresentar comprovantes de como o turista conseguiu adquirir esse valor. Isso pode ser feito por meio da apresentação da declaração do imposto de renda, da carteira profissional e do comprovante de pagamento salarial.  Essas medidas têm como objetivo principal evitar atividades ilícitas como lavagem de dinheiro.

Para avaliar qual é a melhor cotação, o turista deve comparar diversas lojas autorizadas, para ver o quanto irá pagar pelo câmbio e quais moedas são oferecidas para compra. Como o governo não interfere nos preços praticados, aconselha-se uma pesquisa prévia antes de efetuar a transação. O Banco Central disponibiliza uma ferramenta de conversão, de caráter informativo, para consulta.   A partir de 2012, o Banco Central obrigará os agentes cambiais a divulgar o valor efetivo total e isto fará com que o comparativo entre instituições sejam mais fácil.

Onde encontrar

No Brasil, as lojas de câmbios são facilmente encontradas em aeroportos, shoppings centers, centros das grandes cidades ou então perto de alguma atração turística. A Associação Brasileira de Corretoras de Câmbio (Abracam) divulga  os sites de seus associados e respectivos endereços nas diversas cidades do Brasil. Bancos também estão autorizados a fazer operações de câmbio. Procure o gerente de sua conta para maiores informações.

Fontes:
Banco Central
Associação Brasileira das Corretoras de Câmbio (ABRACAM)

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil