Você está aqui: Página Inicial > Turismo > 2013 > 12 > Maranhão apresenta região indígena no mapa do turismo

Turismo

Maranhão apresenta região indígena no mapa do turismo

Cultura

Objetivo é difundir a cultura milenar de nossos habitantes entre os visitantes do estado
por Portal Brasil publicado: 31/12/2013 12h14 última modificação: 29/07/2014 09h12

Uma região ainda pouco explorada, no centro-oeste do Maranhão, agora faz parte do novo Mapa do Turismo Brasileiro. Trata-se da região turística de Polo Serras Guajajara, Timbira e Kanela, que incluiu nove cidades do estado: Arame, Barra do Corda, Fernando Falcão, Formosa da Serra Negra, Grajaú, Itaipava do Grajaú, Jenipapo dos Vieiras e Sítio Novo.

A população indígena do Maranhão é a mais expressiva do Nordeste e uma das maiores do País. São mais de 20 mil indígenas em 17 terras demarcadas e centros urbanos. Barra do Corda e Grajaú, na região centro-oeste do estado, são consideradas as cidades mais indígenas do Maranhão.

Entre seus atrativos turísticos estão as festas com rituais milenares e as belezas naturais da região. A principal porta de entrada do novo polo é Barra do Corda, a 460 km de São Luís. A cidade possui a melhor infraestrutura e serviços da região e tem como atrativos turísticos o Rio Corda e suas cachoeiras.

Grajaú, a 580 km da capital, é um dos mais visitados na região centro-sul do estado. Banhada por dois grandes rios do Maranhão, Mearim e Grajaú, a cidade tem como principais atrativos turísticos cerca de dez cachoeiras. As duas mais famosas são a do Morcego e a do Pesqueiro.

Para garantir o desenvolvimento do turismo no Polo Serras, a Secretaria de Turismo do Maranhão já trabalha com os municípios incluídos no novo mapa, com a criação e estruturação das Instâncias de Governanças e dos Conselhos de Turismo. De acordo com a Secretaria, a região de Polo Serras está em fase de implantação e estruturação.

Nacional

mapa do turismo brasileiro traz, além de regiões consagradas pelo turismo, apostas de roteiros que devem figurar nos próximos guias de viagem e atrair um número crescente de turistas nos próximos anos.

Em comparação ao mapa anterior, publicado em 2009, a nova versão possui um número maior de regiões turísticas (303). Esse aumento se deve, sobretudo, a uma nova divisão e desmembramento de grandes áreas – a exemplo da Serra Gaúcha, agora subdividida em microrregiões.

Todos os municípios selecionados passaram por uma reavaliação do seu interesse turístico, por isso o número diminuiu de 3.635 para 3.345. “Nem todas as cidades do mapa anterior apresentam potencial para fazer parte do processo de desenvolvimento da atividade turística no País. Isso é sinal de maturidade no trabalho de gestão”, afirma o ministro do Turismo, Gastão Vieira. 

A reavaliação dos destinos e de suas respectivas regiões se baseiam nas novas diretrizes do Programa de Regionalização do Turismo, definidas pelo  Plano Nacional de Turismo 2013-2016. O novo mapa turístico orienta a atuação de políticas e investimentos do MTur pelo País.

Nova divisão

Veja o número de regiões e municípios de cada macrorregião brasileira:

Norte: 35 regiões e 164 municípios
Nordeste: 81 regiões e 820 municípios
Centro-Oeste: 36 regiões e 220 municípios
Sudeste: 102 regiões e 1.289 municípios
Sul: 49 regiões e 860 municípios

O novo mapa foi instituído por meio da Portaria 313/2013, publicada no Diário Oficial da União. 

Fonte:

Ministério do Turismo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ponte da Amizade completa 50 anos com tráfego normalizado
O tráfego na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu (PR) ao Paraguai, foi normalizado nesta sexta-feira (27), data em que o monumento completa 50 anos.
Vicente Neto fala sobre as oportunidades do Rio 2016
"Os Jogos Olímpicos são um evento com data para começar e acabar. O Brasil deve aproveitar a janela de oportunidades", disse o presidente da Embratur
Olimpíadas 2016 podem impulsionar viagens
Além da capital fluminense, várias cidades brasileiras também recebam turistas
O tráfego na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu (PR) ao Paraguai, foi normalizado nesta sexta-feira (27), data em que o monumento completa 50 anos.
Ponte da Amizade completa 50 anos com tráfego normalizado
"Os Jogos Olímpicos são um evento com data para começar e acabar. O Brasil deve aproveitar a janela de oportunidades", disse o presidente da Embratur
Vicente Neto fala sobre as oportunidades do Rio 2016
Além da capital fluminense, várias cidades brasileiras também recebam turistas
Olimpíadas 2016 podem impulsionar viagens

Últimas imagens

Segundo dados, cidades com mais de um milhão de habitantes concentram 59% dos hotéis
Segundo dados, cidades com mais de um milhão de habitantes concentram 59% dos hotéis
Divulgação/Governo do Rio de Janeiro
Confira algumas dicas para reaver suas malas em caso de extravio
Confira algumas dicas para reaver suas malas em caso de extravio
Reconhecidas pela Unesco, regiões englobam monumentos naturais e habitat de espécies ameaçadas de extinção
Reconhecidas pela Unesco, regiões englobam monumentos naturais e habitat de espécies ameaçadas de extinção
35% das compras de viagem ocorrem em ambiente on-line, um crescimento de 10% desde 2011
35% das compras de viagem ocorrem em ambiente on-line, um crescimento de 10% desde 2011
Divulgação/Governo de Santa Catarina
Tecnologia tem mudado a forma como os viajantes exploram os destinos turísticos
Tecnologia tem mudado a forma como os viajantes exploram os destinos turísticos

Governo digital