Você está aqui: Página Inicial > Turismo > 2014 > 04 > Fórum de Turismo é aberto em São Paulo

Turismo

Fórum de Turismo é aberto em São Paulo

Assuntos estratégicos

Evento discutirá temas como tecnologia, economia e desenvolvimento do turismo. Cerca de mil pessoas participam do fórum
por Portal Brasil publicado: 02/04/2014 10h42 última modificação: 30/07/2014 03h27

A 12ª edição do Fórum Panrotas foi aberta na manhã desta terça-feira (1), em São Paulo, com a presença de diversas autoridades da área de turismo, entre elas, o ministro do Turismo, Vinicius Lages. O evento reúne cerca de mil pessoas em dois dias de debates sobre temas como a tecnologia e os desafios da comercialização de viagens, aviação e aeroportos, economia do turismo, novidades da hotelaria e empreendedorismo.

Durante a abertura do encontro, o ministro Vinicius Lages recebeu um documento com reivindicações da indústria do turismo. Entre os pedidos destacam-se a ampliação da malha aérea, a promoção do turismo doméstico e internacional, a facilitação da obtenção de vistos para estrangeiros e a contratação do trabalho de curta duração para o setor.

Lages prometeu usar os pedidos como base da sua gestão à frente do Ministério. “Recebo o documento em um momento oportuno. A reflexão do setor se alinha à agenda de competitividade que o MTur vem trabalhando. Entendemos que precisamos construir juntos as soluções de crescimento do turismo e o Conselho Nacional de Turismo será o fórum para discutir essas questões”, disse.

As solicitações são assinadas por lideranças empresariais de entidades como Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear), Associação Brasileira de Empresa de Eventos (Abeoc), Associação Brasileiras de Operadoras de Turismo (Braztoa), entre outras.

A indústria do turismo é hoje responsável por 994 mil empregos diretos e outros 1,5 milhão indiretos, e conta com mais de 450 mil empresas atuando no setor, com R$ 25 bilhões de tributos recolhidos por ano e R$ 112 milhões de viajantes atendidos.

Os empresários também se manifestaram favoráveis à participação da iniciativa privada na promoção do turismo doméstico e internacional, levando em conta modelos bem-sucedidos de participação público-privada (PPPs) nos Estados Unidos e Alemanha.

Fonte:
Ministério do Turismo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Quem é o Turismólogo?
Categoria, que teve atuação estabelecida por lei em 2012, é responsável pelo planejamento e gestão de produtos turísticos
Os encantos e surpresas de Ouro Preto
A cidade, que é Patrimônio Cultural da Humanidade, oferece diferentes opções de roteiros para os visitantes
Ponte da Amizade completa 50 anos com tráfego normalizado
O tráfego na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu (PR) ao Paraguai, foi normalizado nesta sexta-feira (27), data em que o monumento completa 50 anos.
Categoria, que teve atuação estabelecida por lei em 2012, é responsável pelo planejamento e gestão de produtos turísticos
Quem é o Turismólogo?
A cidade, que é Patrimônio Cultural da Humanidade, oferece diferentes opções de roteiros para os visitantes
Os encantos e surpresas de Ouro Preto
O tráfego na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu (PR) ao Paraguai, foi normalizado nesta sexta-feira (27), data em que o monumento completa 50 anos.
Ponte da Amizade completa 50 anos com tráfego normalizado

Últimas imagens

Palácio Olímpio Campos, em Aracaju
Palácio Olímpio Campos, em Aracaju
Divulgação/Embratur
Presidente da Embratur diz que Jogos Olímpicos também vão promover o turismo interno, como aconteceu com a Copa de 2014
Presidente da Embratur diz que Jogos Olímpicos também vão promover o turismo interno, como aconteceu com a Copa de 2014
Divulgação/EBC
Chapada dos Veadeiros, no interior do Goiás, é considerada um dos lugares mais exóticos do País
Chapada dos Veadeiros, no interior do Goiás, é considerada um dos lugares mais exóticos do País
Divulgação/EBC
Os condutores estrangeiros estarão sujeitos às leis brasileiras e deverão portar sempre o documento de identificação e a carteira de motorista dentro da validade
Os condutores estrangeiros estarão sujeitos às leis brasileiras e deverão portar sempre o documento de identificação e a carteira de motorista dentro da validade
Divulgação/Sue Pizarro

Governo digital