Você está aqui: Página Inicial > Turismo > 2016 > 03 > Turismo comemora redução de imposto sobre pacotes de viagens internacionais

Turismo

Turismo comemora redução de imposto sobre pacotes de viagens internacionais

Incentivo

Entidades avaliam que conquista foi fundamental para evitar impacto negativo no setor
por Portal Brasil publicado: 03/03/2016 19h52 última modificação: 03/03/2016 19h52

As agências e operadoras de turismo brasileiras comemoram a medida provisória que reduziu de 25% para 6% o imposto sobre os pacotes de viagens internacionais comercializados pelas empresas.

A nova tributação deverá ser cobrada sobre as remessas com limite global de R$ 20 mil mensal e terá validade até o dia 31 de dezembro de 2019.  Para a utilização da alíquota reduzida, é preciso que estejam cadastradas do Cadastur, do Ministério do Turismo, e suas operações devem ser realizadas por meio de instituição financeira domiciliada no país.

Segundo o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), a tarifa maior, de 25%, provocaria um impacto negativo no mercado, com o fechamento de empresas e a dispensa de profissionais.

“Graças às ações das entidades de turismo, realizadas junto aos parlamentares em Brasília e aos Ministérios do Turismo e da Fazenda, foi possível manter a justiça tributária”, afirmou Manuel Gama, presidente do FOHB.

O representante do Distrito Federal, da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV), Carlos Vieira, elogiou o papel do ministro na condução da MP. “O papel do ministro foi fundamental para edição dessa medida. O setor de agências de viagens investe muito em tecnologia, em propaganda, gera muita mão de obra direta e indireta e demanda muita mão de obra formal”.

O presidente da Confederação Nacional de Turismo (CNTur), Nelson de Abreu Pinto, enviou um ofício ao Ministério do Turismo, em que parabenizou o trabalho do ministro Henrique Eduardo Alves, pela medida do Governo Federal.  Segundo a instituição, as agências de turismo nacionais estavam perdendo clientes para operadoras internacionais por causa dos impostos de 25%. "Podemos dizer que o momento é de alívio ao setor de turismo, já tão penalizado pela atual conjuntura do país".

Fonte: Ministério do Turismo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Turismo

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Quem é o Turismólogo?
Categoria, que teve atuação estabelecida por lei em 2012, é responsável pelo planejamento e gestão de produtos turísticos
Os encantos e surpresas de Ouro Preto
A cidade, que é Patrimônio Cultural da Humanidade, oferece diferentes opções de roteiros para os visitantes
Ponte da Amizade completa 50 anos com tráfego normalizado
O tráfego na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu (PR) ao Paraguai, foi normalizado nesta sexta-feira (27), data em que o monumento completa 50 anos.
Categoria, que teve atuação estabelecida por lei em 2012, é responsável pelo planejamento e gestão de produtos turísticos
Quem é o Turismólogo?
A cidade, que é Patrimônio Cultural da Humanidade, oferece diferentes opções de roteiros para os visitantes
Os encantos e surpresas de Ouro Preto
O tráfego na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu (PR) ao Paraguai, foi normalizado nesta sexta-feira (27), data em que o monumento completa 50 anos.
Ponte da Amizade completa 50 anos com tráfego normalizado

Últimas imagens

Palácio Olímpio Campos, em Aracaju
Palácio Olímpio Campos, em Aracaju
Divulgação/Embratur
Presidente da Embratur diz que Jogos Olímpicos também vão promover o turismo interno, como aconteceu com a Copa de 2014
Presidente da Embratur diz que Jogos Olímpicos também vão promover o turismo interno, como aconteceu com a Copa de 2014
Divulgação/EBC
Chapada dos Veadeiros, no interior do Goiás, é considerada um dos lugares mais exóticos do País
Chapada dos Veadeiros, no interior do Goiás, é considerada um dos lugares mais exóticos do País
Divulgação/EBC
Os condutores estrangeiros estarão sujeitos às leis brasileiras e deverão portar sempre o documento de identificação e a carteira de motorista dentro da validade
Os condutores estrangeiros estarão sujeitos às leis brasileiras e deverão portar sempre o documento de identificação e a carteira de motorista dentro da validade
Divulgação/Sue Pizarro

Governo digital