Você está aqui: Página Inicial > Turismo > 2017 > 09 > Ministério do Turismo inicia campanha para incentivar formalização de hospedagens

Turismo

Ministério do Turismo inicia campanha para incentivar formalização de hospedagens

Formalização

Atualmente, apenas 8,1 mil estabelecimentos estão registrados no Cadastur. Número representa 26% do total de 31,3 mil estabelecimentos que há no País
por Portal Brasil publicado: 21/09/2017 15h52 última modificação: 01/12/2017 21h39
Foto: Gustavo Messina/Ministério do Turismo Estabelecimentos regulares correspondem a apenas 26% do total em funcionamento

Estabelecimentos regulares correspondem a apenas 26% do total em funcionamento

Para diminuir a quantidade de estabelecimentos relacionados ao turismo que atuam de forma informal, o Ministério do Turismo lançou uma ofensiva nesta quinta-feira (21). O primeiro passo foi organizar um mutirão para os fiscais da pasta fiscalizarem hotéis de Brasília, em parceria com a Secretaria de Estado do Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal. Até o final do ano, serão realizados mutirões em outros estados brasileiros.

Para ampliar a formalização dos operadores de turismo, a pasta atua em duas frentes. A primeira é fortalecendo a parte educativa, mostrando a importância de os negócios, como hotéis, pousadas e agências, estejam regulares no cadastro. No entanto, se encontrarem situações irregulares, os servidores podem emitir multas que variam de R$ 1.186 até R$ 854 mil. Hoje, apenas 8,1 mil estabelecimentos estão no cadastro - número que representa 26% do total existente no Brasil.

Cadastro simples e fácil

O registro no Cadastur é totalmente gratuito e pode ser feito pela internet. Quem não estiver lá, funciona na ilegalidade. Para verificar se o estabelecimento está cadastrado é preciso apenas acessar a página do Cadastur e buscar por Unidade da Federação, Nome Fantasia ou CNPJ.

Por ser um segmento fundamental da economia brasileira, o turismo pode contribuir para aumentar a renda e os empregos no País. Porém, para isso, precisa se profissionalizar. "Pprecisamos avançar em busca da profissionalização de nossos serviços, e para isso é preciso sair da ilegalidade. Só assim conseguiremos dar ao turismo o destaque que ele merece”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil