Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2016 > 07 > Mulheres ainda têm baixa representatividade na política, diz especialista

Cidadania e Justiça

Mulheres ainda têm baixa representatividade na política, diz especialista

Igualdade de gênero

Pesquisa aponta pequeno avanço entre eleições de 2008 e 2012. Entretanto, mulheres ainda são sub-representadas na política
por Portal Brasil publicado: 30/08/2016 10h40 última modificação: 01/09/2016 13h32
Foto: Arquivo/Agência Brasil No Senado, a representação feminina é de 12 senadoras entre os 81 eleitos para a Casa Legislativa. Já na Câmara dos Deputados, elas ocupam 50 cadeiras no universo de 512 parlamentares

No Senado, a representação feminina é de 12 senadoras entre os 81 eleitos para a Casa Legislativa. Já na Câmara dos Deputados, elas ocupam 50 cadeiras no universo de 512 parlamentares

A participação feminina na política tem apresentado um pequeno avanço nos últimos anos. De acordo com pesquisa realizada e divulgada pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), atualmente as Câmaras municipais contam com o total de 7.782 vereadoras, eleitas em 2012. Nas eleições de 2008, 6.450 mulheres se elegeram para ocupar cargos correspondentes.

Nas prefeituras do País, a participação é simbolizada por 672 mulheres, também eleitas em 2012. Essa representação é 33% maior quando comparada com o registro de 2008, que contabilizou 507 prefeitas. 

Apesar do número apresentar uma evolução positiva, para o cenário que é composto em sua maioria por homens, a participação das mulheres em cargos eletivos ainda é considerada insuficiente. 

Ainda segundo o levantamento da SPM, as 7.782 vereadoras brasileiras, contabilizadas recentemente, representam 13,5% do total dos cargos correspondentes nas câmaras municipais. A parcela masculina é de 49.825 integrantes, 86,5% do núcleo analisado. 

De acordo com a pesquisadora de gênero e coordenadora do instituto de pesquisa aplicada da mulher, Tânia Fontenele, os dados apontam de maneira clara que as mulheres estão sub-representadas em todos os níveis da política no País. 

“Não podemos negar que há esforços para mudar esse cenário de baixa representatividade. A própria Secretaria de Políticas para Mulheres e a Procuradoria Especial da Mulher no Senado têm se preocupado em desenvolver políticas inclusivas e estimular as mulheres das comunidades na participação. Mas, lamentavelmente, a atuação das mulheres em cargos eletivos ainda é muito baixa."

Entre as eleições de 2008 e 2012, o número de candidaturas femininas para as 5.568 câmaras municipais saltou de 72.476 para 133.864, crescimento de 84,5%. No entanto, esse aumento não fez com que mais mulheres se tornassem vereadoras, aponta o estudo. Em 2008, 8,9% das concorrentes se elegeram para as câmaras municipais. Em 2012, o percentual caiu para 5,7%.

No Congresso Nacional, a participação das mulheres também está abaixo do esperado. No Senado, a representação feminina atualmente é de 12 senadoras entre os 81 eleitos para a Casa Legislativa. Já na Câmara dos Deputados, elas ocupam 50 cadeiras no universo de 512 parlamentares.

De acordo com a senadora Vanessa Grazziotin, procuradora da mulher do Senado, 14 Estados e o Distrito Federal não possuem mulheres em suas bancadas. Para uma população cujo eleitorado é de 52%, esse número chega a ser irrelevante. 

“A equidade de oportunidades entre homens e mulheres é o nosso principal objetivo. Temos a campanha Mais Mulheres na Política, que visa aumentar a candidatura e a consequente eleição de mulheres no Parlamento por meio da PEC 134/2015, em análise na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Ela já foi lançada em muitos Estados brasileiros, e a bancada feminina do Congresso Nacional une esforços para que o lema da campanha seja disseminado cada vez mais”, declarou.

Incentivo 

Frente a esse cenário, o Tribunal Superior Eleitoral lançou a campanha “Igualdade na Política”, que tem como principal objetivo estimular o engajamento das mulheres de forma ativa na vida política do País por meio de candidaturas a cargos públicos.

A ação, que tem como base a lei das eleições (nº 9504/1997), foi veiculada em emissoras de rádio e televisão durante abril e maio deste ano.

Além de funcionar como incentivo, a propaganda institucional também visa trazer esclarecimentos aos cidadãos sobre as regras e o funcionamento do sistema eleitoral brasileiro.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Secretaria de Políticas para as Mulheres e da Procuradoria Especial da Mulher no Senado Federal

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido

Últimas imagens

Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Governo digital