Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2017 > 08 > Novo portal monitora terras indígenas na Amazônia Legal

Cidadania e Justiça

Novo portal monitora terras indígenas na Amazônia Legal

Funai

Central de informações utiliza imagens de satélite para gerar informações diárias de 97,9% das terras indígenas do Brasil
publicado: 01/08/2017 12h05 última modificação: 11/10/2017 09h58

O portal Centro de Monitoramento Remoto (CMR), lançado pela Fundação Nacional do Índio (Funai), foi desenvolvido para acompanhar as mudanças de uso e ocupação do solo, além de monitorar o desmatamento e a degradação das terras indígenas.

O CMR utiliza imagens de satélite (Landsat-8) para informar sobre a Amazônia Legal, que representa 97,9% da área total de terras indígenas do País.

As ações da fundação nos trabalhos de comando, controle e prevenção de ilícitos podem ser direcionados à partir do site, reduzindo custos das atividades de campo. Em "Mapa Interativo", ferramentas permitem obter a visualização espacial das terras, incluindo a disponibilização de informações como jurisdição, nomenclatura oficial, município e UF.

Toda a sociedade pode acessar a plataforma, que atende gestores, governos, indígenas e sociedade civil, por apresentar somente dados públicos, de fontes oficiais.

"Nosso desafio foi construir um instrumento de trabalho que possibilite ao usuário conectar-se às terras indígenas de forma fácil e intuitiva", explica o presidente da Funai, Franklimberg de Freitas.

Algumas premissas foram base para a criação. Entre elas: menor tempo entre a ocorrência do ilícito e o alerta à Funai; informações precisas com coordenadas geográficas pelas imagens de satélite; menor custos; e maior abrangência territorial, com foco nas terras indígenas localizadas na Amazônia Legal.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Funai

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido

Últimas imagens

Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Governo digital