Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2017 > 06 > Projeto sobre onças da Amazônia une ciência e turismo de observação

Ciência e Tecnologia

Projeto sobre onças da Amazônia une ciência e turismo de observação

Animais

Os objetivos da expedição são entender os hábitos do animal nas florestas alagadas e incentivar a preservação
por Portal Brasil publicado: 12/06/2017 16h02 última modificação: 12/06/2017 16h02
Divulgação/Instituto Mamirauá Onças são monitoradas o ano todo pelos pesquisadores do Instituto Mamirauá

Onças são monitoradas o ano todo pelos pesquisadores do Instituto Mamirauá

Roteiros orientados por especialistas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá permitem que turistas no Amazonas vejam um comportamento único das onças-pintadas em maio e junho: com a falta de terrenos secos, elas buscam as copas das árvores para se abrigar.

Os pesquisadores encontraram no turismo científico uma alternativa para fortalecer as pesquisas sobre as onças da Amazônia. "Para conservar, é preciso conhecer e amar", afirma a pesquisadora Wezddy Del Toro, do Grupo de Pesquisa em Ecologia e Conservação de Felinos da Amazônia.

Para entender os hábitos do animal nas florestas alagadas e realizar o turismo de observação, os pesquisadores monitoram as onças durante o ano inteiro. "O turismo de observação é uma forma de envolver os comunitários nas atividades turísticas e científicas e coletar dados durante as atividades para pesquisas", afirma a pesquisadora. 

Turismo de observação

A Expedição Onça-Pintada é desenvolvida pelo instituto em parceria com a Pousada Uacari, hospedagem flutuante de turismo de base comunitária. O terceiro ano de atividades, encerrado em maio, teve três pacotes turísticos de duração de uma semana cada. 

Cada pacote turístico tem limite de um a seis visitantes por excursão. O número reduzido de turistas é intencional: as atividades são planejadas para o menor impacto ou interferência no ambiente das onças-pintadas, em sintonia com o ritmo e a vida desses animais na várzea.

"A porcentagem de venda foi bastante satisfatória, gerando renda para colaborar com atividades da pesquisa e para o fundo dividido entre as dez comunidades que atuam com a Pousada Uacari", comemora o coordenador do Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá, Pedro Nassar. Além da observação das onças, os pacotes incluem palestras com pesquisadores sobre a biologia, a ecologia e a conservação da espécie.

Para realizar o monitoramento das onças, os pesquisadores contam com tecnologias como as armadilhas fotográficas instaladas na floresta e os colares telemétricos, colocados nos pescoços dos animais durante as expedições de campo.

Depois de marcar os pontos de localização das onças por meio de busca aérea, parte do grupo de pesquisadores segue pela floresta até a Reserva Mamirauá para tentar avistar as onças monitoradas. Nas florestas alagadas, os cientistas contam com a ajuda dos comunitários para caminhar.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Psicultura cresce no Brasil com apoio da Embrapa
Produção de peixes no Brasil cresce a cada ano, a partir de tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Produção de peixes no Brasil cresce a cada ano, a partir de tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Psicultura cresce no Brasil com apoio da Embrapa
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário

Últimas imagens

Migração é reivindicação dos radiodifusores e foi autorizada por um decreto presidencial em 2013
Migração é reivindicação dos radiodifusores e foi autorizada por um decreto presidencial em 2013
Arquivo/Agência Brasil
Celina turchi afirma que há necessidade de esforço contínuo por parte da comunidade científica brasileira.
Celina turchi afirma que há necessidade de esforço contínuo por parte da comunidade científica brasileira.
Divulgação/MCTIC
Revista foi criada pelo epidemiologista Oswald Cruz
Revista foi criada pelo epidemiologista Oswald Cruz
Arquivo/Agência Brasil
Transferência começa nesta quinta-feira (15)
Transferência começa nesta quinta-feira (15)
Ascom/MCTIC
A planta do parque tecnológico prevê a construção de quatro blocos principais e estruturas auxiliares
A planta do parque tecnológico prevê a construção de quatro blocos principais e estruturas auxiliares
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Governo digital