Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2017 > 05 > Brasil e França ampliam parceria cinematográfica

Cultura

Brasil e França ampliam parceria cinematográfica

Audiovisual

Além de obras destinadas à veiculação no cinema, parceria entre os países vale agora para televisão e outros meios
por Portal Brasil publicado: 10/05/2017 14h23 última modificação: 10/05/2017 15h02
Foto: Marcos Santos/USP Imagens Desde 2010, os dois países possuem acordo de coprodução para obras destinadas a veiculação em cinema

Desde 2010, os dois países possuem acordo de coprodução para obras destinadas a veiculação em cinema

O Brasil e França ampliaram o acordo de coprodução de obras mantido desde 2010. Nesta semana, os dois países assinaram um Acordo de Coprodução Cinematográfica e Audiovisual que alcançam, além de obras destinadas às salas de cinema, a veiculação na televisão ou qualquer outro meio, desde que regulamentado em ambos os países. O documento será agora encaminhado para ratificação no Congresso Nacional.

“Este acordo reforça as relações bilaterais já existentes e encoraja o intercâmbio e as parcerias no setor audiovisual. Aumentamos com isso também a visibilidade das produções brasileiras no mercado internacional nas salas de cinema, televisão e outras plataformas”, analisa o diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Manoel Rangel.

O Encarregado de Negócios da França, Gaël de Maisonneuve, salienta que o Brasil é o segundo país do mundo com o qual a França assina um acordo de coprodução, que inclui o setor audiovisual. “Esse novo acordo é mais um símbolo da intensidade dos laços entre os dois países no âmbito da produção cinematográfica e audiovisual”, afirma.

De acordo com o documento, para serem beneficiadas pelo acordo, as obras cinematográficas e audiovisuais deverão ser coproduzidas por, ao menos, uma empresa de produção estabelecida na França e uma no Brasil, reconhecidas e registradas na Ancine e no Centre National du Cinéma et de l’image Animée, do país europeu. A proporção dos aportes financeiros respectivos do coprodutor de cada parte poderá variar de 20% a 80% do custo final do projeto.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Ancine

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasília completa 57 anos de história
Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília foi o primeiro conjunto arquitetônico construído no século XX a ser tombado pela Unesco
Parabéns, Brasília!
Brasília, parabéns pelos seus 57 anos de fundação e pelos 30 anos como Patrimônio Mundial da Unesco!
Pontos de Cultura incentivam produção local
Impulsionar a produção cultural nas comunidades é um dos objetivos do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, que financia 3.326 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil cidades brasileiras
Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília foi o primeiro conjunto arquitetônico construído no século XX a ser tombado pela Unesco
Brasília completa 57 anos de história
Brasília, parabéns pelos seus 57 anos de fundação e pelos 30 anos como Patrimônio Mundial da Unesco!
Parabéns, Brasília!
Impulsionar a produção cultural nas comunidades é um dos objetivos do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, que financia 3.326 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil cidades brasileiras
Pontos de Cultura incentivam produção local

Últimas imagens

No ano passado, foram patrocinados pelo banco 50 projetos culturais
No ano passado, foram patrocinados pelo banco 50 projetos culturais
Leon Rodrigues/Prefeitura de São Paulo (SP)
A primeira etapa da reforma será a restauração da Sala Martins Pena e todas as demolições necessárias
A primeira etapa da reforma será a restauração da Sala Martins Pena e todas as demolições necessárias
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Serão aceitos curtas-metragens de ficção, animação e documentário, com no máximo 20 minutos de duração
Serão aceitos curtas-metragens de ficção, animação e documentário, com no máximo 20 minutos de duração
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Desde 2010, os dois países possuem acordo de coprodução para obras destinadas a veiculação em cinema
Desde 2010, os dois países possuem acordo de coprodução para obras destinadas a veiculação em cinema
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital