Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 07 > Brasil atrai US$ 3,9 bi em investimento produtivo em Junho

Economia e Emprego

Brasil atrai US$ 3,9 bi em investimento produtivo em Junho

Setor externo

No ano, País atraiu US$ 33,8 bilhões, cifra 9,325 maior que a registrada em igual período do ano passado
por Portal Brasil publicado: 26/07/2016 12h56 última modificação: 26/07/2016 13h27
Marcos Santos/USP Imagens Recursos chegaram ao Brasil em junho para financiar produção de empresas estrangeiras no País

Recursos chegaram ao Brasil em junho para financiar produção de empresas estrangeiras no País

Mesmo em meio a um processo de recuperação da economia e da confiança dos investidores, o Brasil continua a ser atrativo para o capital estrangeiro. Apenas em junho, o País captou US$ 3,9 bilhões em Investimentos Diretos no País – recursos direcionados ao setor produtivo para que possam gerar riqueza.

No acumulado do ano até junho, todo esse capital somou US$ 33,8 bilhões, cifra 9,32% maior que a registrada em igual período do ano passado. Toda essa atratividade se explica pelas oportunidades que o Brasil oferece.

O País está entre as dez maiores economias do mundo e, com uma população de 206 milhões, é um dos mercados consumidores mais importantes do planeta. Está entre os três principais para automóveis, motocicletas, alimentos, bebidas, vestuário e cosméticos.

Segundo informações da Rede Nacional de Informações sobre o Investimento, em 2020 o Brasil será o quinto maior mercado consumidor do mundo, com previsão de US$ 1,8 trilhão em consumo das famílias.

Países que investem no Brasil

No ano, os principais investidores a apostar no setor produtivo brasileiro enviaram dinheiro dos Países Baixos (Holanda), de onde chegaram US$ 3,7 bilhões.

A lista segue com Estados Unidos (US$ 2,9 bilhões), Luxemburgo (US$ 1,9 bilhão), Espanha (US$ 1,6 bilhão), Alemanha (US$ 1,2 bilhão), França (US$ 1,1 bilhão) e Japão (US$ 921 milhões).

A maior parte do capital investido no Brasil foi direcionado para o setor de serviços, que recebeu US$ 9,6 bilhões – desse total, US$ 2,2 bilhões foram para o comércio. A indústria ficou com US$ 7,99 bilhões, e a agricultura, com US$ 3,14 bilhões.

Equilíbrio nas contas externas

Com todo esse ingresso de capital, o Brasil tem coberto com folga o déficit nas contas externas. Essas contas medem todas as relações comerciais, de serviços e financeiras do País com o restante do mundo. Se nesse cálculo os brasileiros mais importaram do que exportaram, o saldo fica negativo.

Esse déficit, no entanto, pode ser coberto com investimentos, tanto com os votados para o setor produtivo quanto os destinados ao setor financeiro. Enquanto esse saldo negativo soma US$ 8,4 bilhões no ano, os investimentos diretos chegaram a US$ 33,8 bilhões.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Banco Central e da Renai

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Começa pagamento do abono salarial para nascidos em agosto
Quem ganhou até dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2016 tem direito ao abono salarial. Para sacar o benefício é preciso estar cadastrado no PIS ou no Pasep há pelo menos 5 anos
Quem ganhou até dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2016 tem direito ao abono salarial. Para sacar o benefício é preciso estar cadastrado no PIS ou no Pasep há pelo menos 5 anos
Começa pagamento do abono salarial para nascidos em agosto

Últimas imagens

Estados e municípios terão até 200 meses para parcelar as dívidas
Estados e municípios terão até 200 meses para parcelar as dívidas
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Animais vivos serão usados para reprodução e melhoramento genético
Animais vivos serão usados para reprodução e melhoramento genético
Arquivo/Agência Brasil
Para ministro, resultado mostra importância do fundo
Para ministro, resultado mostra importância do fundo
Marcos Santos / USP Imagens
Campo deve ser um dos principais geradores de riqueza para o Brasil em 2017
Campo deve ser um dos principais geradores de riqueza para o Brasil em 2017
Pedro Ventura/Agência Brasília
Diante do resultado, governo federal decidiu dividir lucro com os trabalhadores
Diante do resultado, governo federal decidiu dividir lucro com os trabalhadores
Arquivo EBC

Governo digital